Eduardo Farias faz balanço das eleições e diz que PC do B sai vitorioso

edurado071014O deputado Eduardo Farias (PCdoB) usou o tempo no Pequeno e no grande Expediente para fazer um balanço das eleições de 2014. O parlamentar disse que a Frente Popular foi vitoriosa nesse primeiro turno. Disse que o segundo turno entre Dilma e Aécio já era esperado. “A gente que é da política, militante, é claro que quando termina a gente precisa fazer um balanço. Nós tivemos uma boa vitória nesse primeiro momento. No plano nacional tivemos aquilo que era esperado”, analisou o deputado comunista. Eduardo Farias disse que lutará pela vitória de Dilma no Acre nesse segundo turno. Para o parlamentar, o projeto tanto no plano local quanto nacional deve continuar.

“Vou continuar lutando para que a Dilma tenha uma vitória aqui no Acre. O meu partido está perfilado para garantir a reeleição do governador Tião Viana no segundo turno”, reforça Eduardo Farias.

Quanto ao PC do B local, o deputado comemorou a eleição do médico Jenilson Lopes que obteve 4.439 votos no último dia 5. Segundo Eduardo Farias, o PC do B mantém a vaga de mais de 30 anos no parlamento com um bom nome.
“Apesar do PC do B ter tido esse revés de não ter eleito a deputada Perpétua, o deputado Jenilson será um bom deputado. Esta Casa não perde em nada. Esta Casa continuará com o vermelho dos comunistas”, disse Farias.

Eduardo Farias reforçou que não deixará a política e que atuará como militante das causas do povo acreano. O deputado do PC do B disse que uma das marcas do seu mandato foi à instituição do Cartão Verde que permite atendimento prioritário aos moradores da zona rural. O parlamentar cobrou do Governo do Estado a sanção da Lei já aprovada pelos deputados estaduais este ano.

“O governo infelizmente ainda não regulamentou. Peço que o governo regulamente o mais rápido possível”, salientou.

Ainda em sua fala o deputado repudiou a prisão, pela Polícia Federal no último domingo, da jornalista Jaqueline Teles, em Cruzeiro do Sul, sob a alegação de transporte ilegal de eleitores.

“Quero lamentar que lá em Cruzeiro do Sul tivemos uma militante, uma jornalista, a Jaqueline. Ela passou 24 horas presa na penitenciária de Cruzeiro do Sul. O nosso partido não admite” e acrescentou: “A Polícia Federal andava atrás de militante enquanto deixava passar, em suas barbas, listas e listas”.

Sobre agencia agencia

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com