loader image

Assembleia Legislativa do Estado do Acre

Afonso Fernandes destaca desafios na educação infantil e faz apelo a pré-candidatos

Durante sessão ordinária desta quarta-feira (15) na Assembleia Legislativa do Acre (Aleac), o deputado Afonso Fernandes (PL) usou a tribuna para discutir questões cruciais relacionadas à educação infantil no Estado, especialmente a carência de vagas em creches para crianças de 0 a 3 anos.

Fernandes destacou a importância do ano eleitoral e a necessidade de os candidatos focarem nos problemas mais graves enfrentados pela população. “Este ano, como todos nós sabemos, ocorrerão as eleições e a gente precisa começar a dar a nossa contribuição no sentido de colocar para a sociedade, para a população e, por que não dizer para os nossos munícipes, que a gente precisa começar a identificar os problemas mais graves.”

O deputado enfatizou a relevância da educação como base para uma sociedade justa e igualitária. “A educação é a base de tudo para o futuro das nossas crianças, dos nossos adolescentes, dos adultos, enfim, para todos aqueles que precisam, de uma forma ou de outra, dar sua colaboração para que se transforme a sociedade em uma sociedade mais justa, livre e soberana.”

Fernandes trouxe dados alarmantes sobre a situação das creches no Acre. “O Acre é o estado com índice mais negativo no índice da educação, com relação a creches que recebem crianças de 0 a 3 anos, que é onde a criança começa a formar o seu consciente. Não vou nem falar da educação dos 4 a 5 anos, mas eu quero me ater nessa questão”, disse.

O deputado destacou a importância das creches não apenas para a educação, mas também para a qualidade de vida das mães solo. “Porque não é só uma questão da educação começando dos 0 aos 3 anos, é uma situação também que nos remete às condições das mães, das famílias, e temos muitas mães que são mães solo, que têm seus filhos, que é uma dádiva concebida por Deus, mas que precisam, não só tê-los, mas ofertá-los uma condição boa de vida, uma qualidade de vida, que muitas vezes abdicam disso.”

Ele apontou a dificuldade dessas mães em conseguir trabalho devido à falta de vagas nas creches. “A maioria dessas mães que têm essas crianças nesse período de 0 a 3 anos não tem a condição de sair para buscar um trabalho, para buscar uma renda mais polpuda, dizendo assim, para que possa oferecer para sua família uma condição de vida melhor, e não pode, porque não tem onde deixar os seus filhos. É 48% de crianças nessa faixa etária que não têm a oportunidade de estar numa creche.”

Fernandes apelou aos pré-candidatos a prefeito nos 22 municípios do Acre para que apresentem propostas concretas para resolver esse problema. “É uma situação que precisa ter uma atenção voltada para aqueles que hoje estão colocando seus nomes para disputar uma cadeira de prefeito nos 22 municípios do estado do Acre. Porque esse é um dado do estado como um todo. 48% das crianças de 0 a 3 anos não têm creche.”

Texto: Andressa Oliveira

Foto: Ismael Medeiros