loader image

Assembleia Legislativa do Estado do Acre

Edvaldo Magalhães pede que governo retire isenção do ICMS da Gol Linhas Aéreas

Durante sessão ordinária desta terça-feira (02) o deputado Edvaldo Magalhães (PCdoB), relatou que semana passada protocolou uma Proposta de Decreto Legislativo solicitando que o governo retire a isenção do pagamento do Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Prestação de Serviços de Transporte Interestadual e Intermunicipal e de Comunicação (ICMS) da Gol Linhas Aéreas.

O parlamentar alega que a empresa pratica um preço abusivo no valor das passagens aéreas e, para piorar, trata os clientes com total descaso. Acrescentou ainda, que ir a Cruzeiro do Sul é mais caro que ir a França.

“Não basta olhar para a Gol e fazer aqui um discurso justo reclamando do completo desrespeito principalmente no Juruá, onde é praticada a tarifa mais cara do Brasil. O governo isenta a empresa na cobrança do ICMS, eles ganham um incentivo, cobram caro e nós ficamos com cara de otários. Minha proposta é que retirem o benefício para esse tipo de aviação”, asseverou.

Aos integrantes do cadastro de reservas do Instituto Socioeducativo do Estado (ISE), que ocuparam o Salão Marina Silva pedindo apoio aos parlamentares, Magalhães disse que continuará lutando tanto pela causa deles, como a dos servidores provisórios do Instituto, que agora podem ser exonerados após mais de 20 anos de prestação de serviço.

“Com relação a esse tema, vou repetir o que costumo dizer, inclusive de um debate recente que tivemos envolvendo os concursados da Saúde e os que têm uma situação provisória. Disse aos que estavam lutando pelo PCCR que devemos lutar pelos nossos direitos respeitando os direitos dos outros, pois há vaga para os dois. Nesse sentido, digo a vocês que contem comigo, tanto os provisórios como os do cadastro de reserva”, afirmou.

Texto: Andressa Oliveira

Foto: Sérgio Vale