Tchê propõe implantação de Zona Franca no Acre

tche150714O terceiro-secretário da Assembleia Legislativa, deputado José Luis Tchê (PDT), destacou na sessão desta terça-feira, 15, a votação da Proposta de Emenda Constitucional (PEC) que prorroga a Zona Franca de Manaus (ZFM) por mais 50 anos, até 2073, que pode ser realizada ainda esta semana na Câmara Federal. O texto atual da Constituição prevê que a Zona Franca de Manaus, com as características de área de livre comércio, de exportação e importação, além de incentivos fiscais, pode funcionar até 2023. De acordo com o texto em votação na Câmara, esse prazo irá até 2073.

O deputado defendeu ainda a criação de um bloco de deputados federais e senadores dos estados da Amazônia, para defender os interesses e os projetos de desenvolvimento para os municípios que estariam tendo dificuldades em âmbito federal.

“Eu defendo a implantação de uma Zona Franca no Acre como forma de compensação pela preservação da floresta. Temos o exemplo da Zona Franca de Manaus que está gerando 113 mil empregos diretos, afinal de contas o Acre também merece mais empregos e mais desenvolvimento”, complementou.

Ainda de acordo com o parlamentar, enquanto o Amazonas continua com uma economia forte devido à atuação da Zona Franca, os demais estados enfrentam dificuldades. “A área de livre comércio que prometeram para a gente até hoje não se concretizou. Nós vivemos à mercê da sorte, vivemos de sobras”, disse.

Tchê acredita que a união dos parlamentares da Amazônia trará conquistas significativas para os estados.  “Creio que a bancada de oito deputados federais e três senadores é pouco, mas se os deputados se unirem todos os estados ganham. Dessa forma, teríamos 27 senadores e mais de 100 deputados federais e com esta composição, teríamos condições de aprovar os projetos para todas as cidades da região”, afirmou.

Para concluir, o deputado destacou a solenidade que será realizada nesta quarta-feira, 16, no Congresso Nacional, com a presença do presidente da República Popular da China, Xi Jinping. Segundo o deputado, a delegação chinesa vem ao país para participar da 6ª Cúpula do Brics (grupo que reúne Brasil, Rússia, Índia, China e África do Sul). O encontro será aberto no dia 15, em Fortaleza (CE).

A sessão solene registrará os 40 anos do estabelecimento das relações diplomáticas entre a China e o Brasil, a serem comemorados no dia 15 de agosto. O deputado, que assumiu novamente a presidência da União Nacional dos Legisladores e Legislativos Estaduais (Unale), também participará do evento.

Mircléia Magalhães
Agência Aleac

Sobre agencia agencia

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com