Projeto da Aleac, Cuidar e ser Cuidado, oferece terapia gratuita a quem perdeu entes queridos para a Covid-19

Projeto da Aleac, Cuidar e ser Cuidado, oferece terapia gratuita a quem perdeu entes queridos para a Covid-19

Com caixões lacrados e sem direito às cerimônias de despedida, a vivência do luto foi forçada a passar por mudanças durante a pandemia.

Para ajudar famílias enlutadas a encarar perdas irreparáveis, diferentes instituições estão criando projetos para acolherem pessoas por meio de reuniões em grupo ou consultas individuais, sem custos.

Neste sentido, a Assembleia Legislativa do Acre (Aleac) promoverá através da Mesa Diretora e Secretaria Executiva, o projeto Cuidar e ser Cuidado. ‘Quem se dedica a enxugar as lágrimas dos outros não tem tempo para chorar.

O projeto que será executado através de reuniões remotas, está sob a coordenação da psicóloga Rocilene de Souza Cordeiro, com apoio da também psicóloga Maria de Jesus, Thuyra Dantas de Moraes, e da acadêmica de psicologia, Marlene Guimarães.

“O projeto foi idealizado pelo presidente da Casa, deputado Nicolau Júnior com apoio dos 24 deputados e a Secretaria Executiva. Ele será executado num momento muito oportuno por conta da pandemia. Inicialmente, faremos o atendimento para tratarmos a questão do luto daquelas pessoas que perderam alguém para a covid. Depois disso, vamos analisar quem de fato precisa ser direcionado para um atendimento individual”, explicou a psicóloga e servidora da Aleac, Rosilene de Souza.

O grupo de atendimento contará com a participação de mais de 30 pessoas. Os atendimentos também serão voltados para as famílias dos participantes. “Num terceiro momento, iremos também acolher os familiares dessas pessoas. Queremos que elas também expressem livremente seus sentimentos”, complementou a psicóloga.

A primeira reunião de conversa acontecerá às 16h desta sexta-feira. O projeto ainda não tem data para encerramento.

Mircléia Magalhães/Agência Aleac

Sobre agencia agencia

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com