Fagner Calegário diz que Bocalom não pactua com ato de violência contra trabalhadores

Fagner Calegário diz que Bocalom não pactua com ato de violência contra trabalhadores

Em pronunciamento na sessão virtual desta terça-feira (16), o deputado Fagner Calegário (sem partido) fez críticas ao secretário de Zeladoria de Rio Branco, Joabe Lira. O parlamentar apontou o gestor como o principal responsável pelo não pagamento dos trabalhadores. Disse ainda que a secretaria está agindo de forma leviana jogando a opinião pública contra as empresas responsáveis pelos trabalhadores.

“O secretário Joabe vem querendo responsabilizar a empresa por culpa da sua inoperância, da sua irresponsabilidade, pela sua falta de gestão à frente da Secretaria. A matemática é exata. Se uma empresa é contratada para receber 100 ao final do mês, ela não pode receber 40 ou 50. E a alegação da Secretaria, de forma leviana, é o que nos preocupa, jogando a opinião pública contra as empresas responsáveis por esses trabalhadores que ontem foram recebidos a borrachadas”, disse.

Calegário elogiou a postura do chefe da Casa Civil de Bocalom, Artur Neto, e do chefe de Gabinete Valtim José, que de acordo com ele, buscaram de maneira imediata saber sobre o andamento da falta de pagamento às empresas.

“Estive na prefeitura ontem e sei que eles buscaram imediatamente saber sobre a falta de pagamento. Portanto, a responsabilidade tem que recair sobre quem chamou a polícia. O prefeito Bocalon não pactua com o que aconteceu ontem. Trabalhadores reivindicando seus salários foram recebidos à borrachada e spray de pimenta”, complementou.

Mircléia Magalhães/Agência Aleac

Sobre agencia agencia

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com