Sobre fechamento de estabelecimentos Gerlen Diniz afirma: “o governador foi obrigado a tomar essa decisão”

Sobre fechamento de estabelecimentos Gerlen Diniz afirma: “o governador foi obrigado a tomar essa decisão”

Na sessão remota desta terça-feira (2) o líder do governo na Assembleia Legislativa do Acre, deputado Gerlen Diniz (Progressistas), comentou uma matéria publicada num site local, que afirmava que os deputados estaduais estavam há mais de 270 dias sem trabalhar.

“Essa afirmação é totalmente infundada. Para se ter uma ideia, em 2020 essa casa produziu mais do que em 2019, ano em que as sessões eram realizadas de maneira presencial. Infelizmente, somos alvos constantes de críticas infundadas como essa”, disse.

O progressista disse ainda que a decisão do governador Gladson Cameli (Progressistas), de suspender o funcionamento de todos os serviços não essenciais foi mais que acertada.

“Sabemos que esse impacto na economia do Acre vai atingir centenas de empresários, os pequenos são os que mais vão sofrer, sabemos disso. Mas infelizmente, o governador foi obrigado a tomar essa decisão. Isso vai impactar na nossa economia e com certeza vai gerar desemprego, mas estamos no limite”, enfatizou o parlamentar.

O deputado também fez críticas ao presidente Jair Bolsonaro. Segundo ele, o presidente “cometeu um crime contra o povo brasileiro”, ao recusar a compra de 40 milhões de doses da CoronaVac.

“O governo federal pecou neste ponto. Não adianta. Eu sou eleitor do Bolsonaro. Votei lá no passado. Isso não quer dizer que eu tenho que concordar com cada palavra que ele pronuncia. Errou muito. Me atrevo até a dizer que cometeu um crime contra o povo brasileiro”, complementou.

Mircléia Magalhães/Agência Aleac

Sobre agencia agencia

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com