loader image

Assembleia Legislativa do Estado do Acre

Daniel Zen volta a falar sobre problemas na Educação e pede averiguação das perdas devido ao incêndio na Biblioteca da Floresta

 

 

Durante sessão ordinária realizada na manhã desta quarta-feira (18), o deputado Daniel Zen (PT) voltou a falar sobre os problemas enfrentados na Educação do Estado. Ele também destacou o incêndio ocorrido no prédio da Biblioteca da Floresta, e pediu que a comissão de parlamentares visite o local com o intuito de verificar a grandiosidade das perdas.

“Ontem, coincidentemente, falei sobre os inúmeros problemas enfrentados na educação. A Secretaria de Educação adota medidas insuficientes para resolvê-los. Tenho a notícia de que 60% da merenda escolar é composta por amido de milho, faltam motoristas para o transporte escolar, também pessoal de apoio e tudo isso vai se avolumando sem solução”, pontuou.

O parlamentar falou, ainda, que há um ofício destinado ao secretário de Educação, para que o mesmo vá ao Poder Legislativo esclarecer alguns pontos sobre o tema. Falou também sobre o incêndio na Biblioteca da Floresta e o abandono por parte do governo dos prédios culturais.

“O governo passado deixou em caixa uma quantidade robusta em dinheiro para fazer reforma e ampliação de dezenas de equipamentos culturais. Dentre as reformas previstas para serem realizadas, estava a da Biblioteca da Floresta. Ocorre que a atual gestão solicitou um remanejamento desses recursos, deixando de lado a revitalização dos prédios”, relatou.

Daniel Zen seguiu dizendo que após o remanejamento dos recursos, a senadora Mailza Gomes destinou emendas parlamentares para reforma do Palácio Rio Branco, do Teatrão e da Biblioteca da Floresta, mas o governo não executou.

“O resultado desse descaso é que a Biblioteca da Floresta está fechada e abandonada há quatro anos. Ontem, propus que a Aleac faça uma visita aos escombros da Biblioteca e, hoje, reitero a necessidade de que façamos logo isso, para sabermos o tamanho das perdas que tivemos”, finalizou.

Andressa Oliveira/ Agência Aleac

Revisão: Suzame Freitas