Edvaldo Magalhães destaca importância de contratação de médicos brasileiros formados no exterior que atuaram no Mais Médicos

Edvaldo Magalhães destaca importância de contratação de médicos brasileiros formados no exterior que atuaram no Mais Médicos

Em pronunciamento na sessão remota desta quarta-feira (28), na Assembleia Legislativa do Acre (Aleac), o deputado Edvaldo Magalhães (PC do B) voltou a defender o projeto de lei de sua autoria, que permite ao Estado e aos municípios a contratação de médicos brasileiros formados no exterior, que atuaram no Mais Médicos e no Médicos Pelo Brasil.
A medida visa suprir o déficit de profissionais causado pela pandemia da Covid-19. “Só quem já pegou Covid-19 sabe a importância de um profissional médico”, disse o parlamentar.
O oposicionista disse ser uma covardia ter um médico formado que atuou no Mais Médicos trabalhando em um açougue em Thaumaturgo, porque a prefeitura não pode contratar.
“Isso se chama covardia, desumanidade. Nos últimos quatro anos só teve uma prova do Revalida, o lobby dos que não querem concorrência. Mas aqueles profissionais que o governo federal contratou, que atuaram nos lugares mais distantes que os outros não querem ir, é disso que o projeto trata”, complementou.
Ainda de acordo com o deputado, os atuais profissionais da medicina estão exaustos devido ao excesso de trabalho causado pela pandemia. “Eu estou falando de profissionais sobrecarregados, exaustos. Estou falando de cidades como Jordão, Marechal Thaumaturgo, Santa Rosa e Porto Walter, municípios que sofrem com a escassez de médicos. A situação é de fato preocupante. Nós temos como resolver esse problema”, concluiu.
Mircléia Magalhães/Agência Aleac

Sobre agencia agencia

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com