Deputada Eliane Sinhasique se diz favorável ao afastamento de Eduardo Cunha da presidência da Câmara

Deputada Eliane Sinhasique se diz favorável ao afastamento de Eduardo Cunha da presidência da Câmara

eliane241115A deputada Eliane Sinhasique (PMDB) ressaltou na manhã desta terça-feira (24), durante a sessão ordinária realizada na Assembleia Legislativa do Acre (Aleac), que é favorável ao afastamento do deputado Eduardo Cunha (PMDB/RJ) da presidência da Câmara dos Deputados.

“Penso que o deputado Eduardo Cunha deve se afastar do cargo e se explicar para o nosso partido, o PMDB, e para o povo brasileiro. Tem que investigar quem cometer crime de corrupção. O Eduardo Cunha tem que responder igual a todas as pessoas. E ele vai se explicar para o partido. O PMDB não é conivente com falcatrua”, disse a parlamentar acreana.

Eliane Sinhasique completou dizendo que faz parte dos 49% dos peemedebistas que não concordam com a aliança firmada entre PT e PMDB na governança do Brasil. A deputada acredita que o PMDB poderia se fortalecer e se protagonista na atual conjuntura política do país.

“Deixamos claro que fazemos parte dos 49% que não compactuam com a aliança com o PT. Eu pontuei que o PMDB poderia se fortalecer se ele nesse documento assumisse a meia culpa ao se aliar com o PT e deixar o Brasil dessa forma. O PMDB nacional optou pela inércia, como se não fizesse parte do que acontece no Brasil”, disse Sinhasique.

A parlamentar comentou, ainda, a sua agenda na última semana, em Brasília, e frisou que ao participar da convenção do PMDB colocou seu ponto de vista contrário a aliança que apoia Dilma Rousseff (PT). Entretanto, ela destaca que mesmo se declarando contra o posicionamento de 51% dos peemedebistas, o partido é democrático em suas decisões.
“Somos um partido democrático, podemos dizer isso sem medo de ser ameaçados de expulsão ou ser repreendido. O PMDB moverá combate à sonegação e a corrupção”, pontua.

Já no Grande Expediente, tempo destinado às lideranças partidárias, Eliane Sinhasique comemorou a sanção governamental do projeto de sua autoria que estipula o tempo máximo de 30 minutos para atendimento às pessoas que buscam o Detran/AC para realizarem algum serviço. “O nosso objetivo é fazer com que o serviço público melhore”.

Ela tratou, ainda, da 4ª Reunião do Parlamento Amazônico, que acontece em Rio Branco na próxima quinta-feira (25), na Aleac. A parlamentar garantiu sua participação e disse que a pauta que ela deve apresentar aos presentes diz respeito ao fechamento das pequenas serrarias e marcenarias e ao que ela chamou de ‘preservacionismo disfarçado’, que são os manejos florestais.

“Há cerca de 18 anos o Acre tinha mais de 200 serrarias e mais de 300 marcenarias. A florestania implantada fez com que acabasse os sonhos e os empreendimentos. Há 18 anos não se desmata como hoje se desmata. O preço da madeira continua inacessível para a população. Essa tal de madeira certificada é um engodo. Digo, confirmo e provo. A internacionalização da Amazônia foi o que fizeram no Estado do Acre”, pontuou a peemedebista.

José Pinheiro
Agência Aleac

Sobre agencia agencia

Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com