Deputado Lourival Marques defende Cooperfloresta de prática ilegal de exploração de madeira

Deputado Lourival Marques defende Cooperfloresta de prática ilegal de exploração de madeira

lourival100915O líder do Partido dos Trabalhadores, deputado Lourival Marques, comentou durante a sessão desta quinta-feira (10), na Assembleia Legislativa do Acre (Aleac), a denúncia apresentada pelo deputado Luiz Gonzaga (PSDB) na última semana. O deputado tucano teria denunciado a prática de desmatamento ilegal na Reserva Chico Mendes.

Nesse sentido, Lourival Marques esclareceu que não se pode colocar a Cooperfloresta e o governo do Estado no mesmo rol daqueles que praticam a exploração de madeira ilegalmente. Segundo ele, a Cooperfloresta trabalha a partir de manejos florestais. Ele destacou que a Aleac recentemente concedeu moção de aplausos à essa cooperativa, que tem 61 cooperados, pelo bom trabalho prestado.

“Eu venho a esta tribuna preocupado mais uma vez com a postura da nossa oposição nesta Assembleia. O deputado Luiz Gonzaga trouxe uma petição envolvendo o governo do Estado e a Cooperfloresta. Eu investiguei, peguei informações e ontem tivemos a oportunidade de fazer uma reunião com a coordenadora do ICMBio e agora mesmo tive uma conversa com o presidente da Cooperfloresta. Colocar o governo do Estado e a Cooperfloresta no mesmo balaio dos madeireiros ilegais é uma irresponsabilidade do deputado Luiz Gonzaga”, salienta.

Marques disse ainda que as cooperativas trabalham em sistema de cooperação, ou seja, o lucro e as despesas são divididos entre os cooperados, não tendo a figura do proprietário, todos são donos. Ele pediu aos parlamentares empenho no combate à exploração ilegal de madeira.

“O produtor rural fica com o líquido. São 61 cooperados. Temos que combater nesta Casa a exploração ilegal de madeira. Trago mais uma vez nessa minha fala a irresponsabilidade do PSDB”, disse o parlamentar.

José Pinheiro
Agência Aleac

Sobre agencia agencia

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com