Astério Moreira sugere que reajuste à Defensoria seja pago pela Aleac

asterio220714O líder do governo, deputado Astério Moreira (PEN), apresentou uma proposta para atender a Defensoria Pública do Acre. Ele propôs que o percentual de 0,51% saia do Orçamento da Assembleia Legislativa do Acre (Aleac). O deputado acrescentou que a Casa Legislativa tem um Orçamento que pode ser remanejado. Ele lembrou que isso foi feito com o Tribunal de Contas do Estado (TCE) ao atender uma reivindicação salarial dos servidores daquela corte.

“Chegamos num momento difícil. Vai se mexer na estrutura da LDO. Eu tenho uma proposta: que o Poder Legislativo abra mão de parte de sua receita e dê aos defensores. Temos verbas de gabinetes invejáveis, estruturas de gabinete invejáveis. Fizemos isso com o Tribunal de Contas. A minha proposta é que se crie uma Comissão especial, mas essa Comissão é para ver o que se pode ser feito”, disse o líder do governo.

Astério Moreira pontuou que a Casa tem “algumas gorduras que precisam ser trabalhadas”. O parlamentar frisou que não é só conceder reajuste, mas precisa-se de recursos.

“Eu tenho um entendimento, o deputado Éber tem outro. Somos amigos. A mesa diretora tem algumas gorduras que precisam ser trabalhadas. Tem que ter dinheiro. Não é tão simples assim”.

Astério Moreira lamentou o ocorrido em Sena Madureira. Disse que a violência é um fenômeno social. O deputado citou uma entrevista do ex-presidente Fernando Henrique Cardoso que afirmou que a violência eclodiria no Brasil.

Ainda em seu discurso, o deputado se solidarizou com os deputados Jamil Asfury (PEN), Geraldo Pereira (PT) e Moisés Diniz (PCdoB) que estariam sendo acusados de votar contra a emenda da LDO, de autoria do deputado Éber Machado.

Sobre agencia agencia

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com