Pedro Longo destaca Lei que criou piso salarial para enfermagem

Pedro Longo destaca Lei que criou piso salarial para enfermagem

 

Em pronunciamento na sessão desta terça-feira (16), na Assembleia Legislativa do Acre (Aleac), o deputado Pedro Longo (PDT) destacou a Lei 14.434/2022, que criou o piso salarial nacional do enfermeiro, do técnico de enfermagem, do auxiliar de enfermagem e da parteira. A norma foi publicada na edição do dia 05 de agosto do Diário Oficial da União.

O parlamentar frisou, ainda, que com a aprovação da lei surgiu um impasse envolvendo os servidores do Instituto de Gestão de Saúde do Acre (Igesac), mas que o mesmo foi devidamente resolvido pelo governo do Estado e os órgãos responsáveis.

“Acontece que de acordo com a lei, os servidores públicos apenas receberão o novo valor a partir de janeiro de 2023, e os servidores da iniciativa privada receberão agora a partir de agosto. Por isso surgiu uma dúvida com relação aos servidores do Igesac, mas com o esforço da PGE, da Seplag e do governo do Estado, esse impasse foi resolvido. Os nossos servidores farão jus ao pagamento do novo piso salarial já a partir deste mês”, disse.

Com a aprovação da referida lei, os enfermeiros devem receber pelo menos R$ 4.750 por mês. Técnicos de enfermagem devem receber no mínimo 75% disso (R$ 3.325). Já auxiliares de enfermagem e parteiras têm de receber pelo menos 50% desse valor (R$ 2.375).

“Já a partir de janeiro de 2023, esse mesmo piso será estendido aos demais servidores estatutários. Quero cumprimentar o governador Gladson Cameli por resolver essa situação, por esse gesto com os nossos servidores do Igesac. Cumprimento, ainda, os demais órgãos como Seplag e PGE”, complementou.

Texto: Mircléia Magalhães/Agência Aleac

Revisão: Suzame Freitas

Foto: Sérgio Vale

Sobre agencia agencia

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com