Tchê fala sobre superendividamento de trabalhadores e pede regulação de juros praticados pelos bancos

Tchê fala sobre superendividamento de trabalhadores e pede regulação de juros praticados pelos bancos

 

 

O deputado José Luís Tchê (PDT) falou durante sessão ordinária desta quarta-feira (18), sobre o superendividamento das famílias acreanas, devido aos empréstimos consignados. Ele alega que até o presente momento nenhuma lei foi criada para regulamentar os altos juros cobrados pelos bancos.

“Lembro como se fosse hoje quando surgiram os empréstimos consignados. À época, vim à tribuna e disse que era um assalto o que ia ocorrer após isso. Hoje, os bancos concedem empréstimos com facilidade, os trabalhadores se endividam cada vez mais e as famílias estão atoladas em dívidas”, disse.

O pedetista relatou que 77,7% dos trabalhadores devem aos bancos, o que representa que para cada 10 famílias, quase oito estão endividadas no país.

“Até hoje não se criou uma lei para regulamentar isso, são cobrados 1200% de juros, acabando com a economia. Para se ter uma ideia, nos Estados Unidos existem mais de cinco mil bancos, aqui no Brasil são apenas cinco, mas o lucro deles é exorbitante”, criticou.

Tchê finalizou o seu discurso falando que servidores da Aleac pagam contas com a cobrança de 1200% de juros em cima do valor recebido, e que os bancos agem como se fossem agiotas legalizados pela lei.

Andressa Oliveira/ Agência Aleac

Revisão: Suzame Freitas

 

Sobre agencia agencia

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com