Fonoaudiólogos são homenageados na Assembleia Legislativa do Acre

Fonoaudiólogos são homenageados na Assembleia Legislativa do Acre

 

A Assembleia Legislativa do Acre (Aleac) realizou nesta quinta-feira (9) uma Sessão Solene em homenagem ao Fonoaudiólogo pelos relevantes serviços prestados à sociedade acreana e aos 40 anos da Lei 6.965, que regulamentou a profissão, data comemorada no dia 09 de dezembro de 2021.

O Fonoaudiólogo é o profissional, com graduação plena em Fonoaudiologia, que atua em pesquisa, prevenção, avaliação e terapia fonoaudiológicas nas áreas da comunicação oral e escrita, voz e audição, bem como em aperfeiçoamento dos padrões da fala e da voz, em todas as faixas etárias.

A solenidade foi presidida pelo vice-presidente do parlamento acreano e propositor da homenagem, deputado Jenilson Leite (PSB). Na ocasião, ele saudou os presentes e destacou a importância da atuação desses profissionais para a população.

 “Todos nós sabemos a importância das ações desses profissionais para a prevenção, manutenção e evolução da saúde. Essa homenagem é mais que justa e necessária”, disse.

O parlamentar também destacou a Lei nº 6965 que regulamentou a profissão. “A Lei veio ao encontro dos sonhos de uma categoria profissional, que ansiava ser reconhecida. Além de determinar a competência do Fonoaudiólogo, com a lei foram criados os Conselhos Federal e Regionais de Fonoaudiologia, tendo como principais finalidades a fiscalização e orientação do exercício profissional”, enfatizou Jenilson Leite.

O deputado Daniel Zen (PT), coautor da solenidade, parabenizou os profissionais fonoaudiólogos pela data especial e afirmou que a atividade deve ser inserida e reconhecida como atividade determinante, não somente na área da saúde, mas na área da educação. 

O deputado frisou ainda que é autor de um projeto de lei que institui a profissão do fonoaudiólogo no âmbito da rede pública da educação básica.

“É fundamental que esses profissionais estejam nas escolas também, não apenas na saúde. Nós temos alguns profissionais da área que atuam nas escolas públicas através do Programa Saúde, mas, essa quantidade é muito modesta, precisa ser ampliada”, disse.

Representando a Secretaria de Estado de Saúde, Gabriel Mesquita agradeceu o comprometimento e dedicação dos profissionais com a fonoaudiologia. “Deixo aqui os meus cumprimentos e felicitações aos deputados proponentes dessa solenidade e aos fonoaudiólogos presentes. Em nome da secretária da Sesacre, Paula Mariano, agradeço o comprometimento e dedicação de vocês com essa profissão. Me sinto honrado enquanto fisioterapeuta, de estar aqui prestando essa linda homenagem a vocês por essa profissão que assim como a minha, se destacou na pandemia”, disse.

O diretor presidente da Fundação Hospitalar do Acre, João Paulo, também destacou a importância dos fonoaudiólogos para o Estado. “Quero parabenizar essa importante categoria que atua de maneira brilhante na área de saúde do Acre. Esses profissionais incríveis que fazem de fato e de direito a diferença no setor de saúde do Acre. Vocês são muito importantes e necessários”, enfatizou.

Iriha Muniz, conselheira do Conselho Regional de Fonoaudiologia da 9ª região, agradeceu aos deputados pela homenagem e ressaltou que, felizmente, a atividade está ganhando cada dia mais espaço. Falou ainda do importante trabalho que os fonoaudiólogos desenvolveram no período pandêmico.

“Agradeço demais a homenagem desta casa, esse reconhecimento é muito importante para a categoria. Além de parabenizar a todos os profissionais, eu quero destacar a atuação deles na pandemia, todos os profissionais de saúde se destacaram no cenário mundial e isso nos orgulha muito”, frisou.

Lídia Torres, coordenadora do curso de fonoaudiologia da Uninorte, falou da luta que vem fazendo para que a profissão seja cada vez mais reconhecida e valorizada no Estado.

“Desde que me formei em 2005 venho lutando pelo reconhecimento da minha profissão. Nos esforçamos diariamente para mostrar para a sociedade a nossa importância, que nós somos fundamentais não só no aspecto da saúde, mas também social”, salientou.

Representando os primeiros fonoaudiólogos do Acre, Sônia Regina Alves, disse que há poucos profissionais contratados para atender a demanda da rede pública de saúde.

“Sou do Estado e fui cedida para o município. Atualmente quatro profissionais são contratados para atender Rio Branco inteiro. Isso é muito pouco levando em consideração a demanda que é grande. Tem crianças que há meses estão na lista de espera e isso me entristece muito porque a maioria não tem recurso para pagar uma consulta particular. É necessário que o governo realize um concurso público para atender essa demanda”, salientou.

Representando os profissionais de fonoaudiologia que atuaram na linha de frente à pandemia no Estado, Sóron Steiner falou sobre as dificuldades que existem para implementar o serviço de fonoaudiologia no âmbito hospitalar.

“Se a fonoaudiologia tem 40 anos de regulamentação, a fonoaudiologia hospitalar ainda é um bebê. Sabemos o quanto é desafiador implementar esse serviço dentro do hospital. A pandemia foi um exemplo disso, não só nós fonoaudiólogos, mas, todos os profissionais de saúde foram pegos de surpresa por trabalhar com um vírus desconhecido. Mas, exercemos um papel importantíssimo na pandemia, não só no período pós-intubação, mas também no trabalho de pesquisa no andamento da pandemia. Nossa equipe do INTO é de fato motivo de muito orgulho”, complementou.

Após ouvir a categoria, o deputado Jenilson Leite se solidarizou ainda com as reivindicações feitas pelos profissionais durante a solenidade. “A sessão solene para além de ser um momento de homenagem é também um ambiente de pontuação das demandas e dificuldades que as categorias enfrentam. Nos debruçaremos mais sobre essa problemática da baixa presença de fonoaudiólogos sobretudo nos municípios do Estado”, disse.

Ao final da solenidade, os profissionais receberam das mãos dos deputados um certificado referente aos serviços prestados à população acreana.

Os que os deputados disseram:

Edvaldo Magalhães (PC do B)

“Nós precisamos da presença de vocês nas nossas unidades públicas de saúde, não é todo mundo que tem recurso para pagar uma consulta particular, é caro. Precisamos de mais profissionais nos nossos hospitais porque a demanda é grande”.

 

 

Antonia Sales (MDB)

“Parabenizo a iniciativa dos deputados em propor essa sessão. Estamos homenageando uma profissão linda que merece cada vez mais ser reconhecida e valorizada. Na pandemia, vocês mostraram a força que tem, o quanto são importantes para a população e para o Estado. Vocês realizam um trabalho incrível, parabéns”.

 

Também participaram da sessão os deputados: José Bestene (Progressistas), e Roberto Duarte (MDB) e Cadmiel Bonfim (PSDB).

Texto: Mircléia Magalhães/Agência Aleac
Fotos: Ismael Medeiros

Sobre agencia agencia

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com