Aleac promove sessão solene em homenagem ao Dia do Funcionário Público

Aleac promove sessão solene em homenagem ao Dia do Funcionário Público

 

A Assembleia Legislativa do Acre (Aleac) realizou na manhã desta quarta-feira (27), a pedido do deputado José Bestene (Progressistas), uma Sessão Solene em homenagem ao dia do Funcionário Público e a todos os profissionais da Saúde que atuaram na linha de frente do combate à Covid-19.

Comemorada, anualmente, no dia 28 de outubro, a data foi instituída oficialmente pela Lei 8.112 de 11 de dezembro de 1990. A data surgiu através do Conselho Federal do Serviço Público Civil, em homenagem à criação das leis que regem os direitos e deveres dos servidores públicos.

O presidente do parlamento acreano, em exercício, deputado Chico Viga (Podemos), fez a abertura da solenidade destacando a importância da homenagem.

“O servidor público executa o papel de prestador de serviço proporcionado pelo Estado à sociedade, por isso, essa não pode ser vista como uma profissão qualquer. Não posso esquecer também dos nossos servidores da saúde, profissionais incríveis que foram gigantes nessa pandemia. Sejam todos bem-vindos à casa do povo”, disse.

O deputado José Bestene cumprimentou todos os presentes na solenidade, em especial os servidores da Saúde homenageados durante a sessão, pelo empenho e dedicação durante a fase mais crítica da pandemia da Covid-19. Ele também agradeceu aos demais parlamentares pela aprovação da sessão solene.

“O dia do servidor público é comemorado amanhã, mas sendo feriado, nós realizamos esta homenagem, hoje. Aqui, temos a presença dos funcionários da Saúde, guerreiros que atuaram de forma incansável durante essa pandemia. Foram vocês os responsáveis por atender quem tanto precisava de socorro, e agem assim, diariamente, dentro dos hospitais e unidades de saúde. O servidor tem que ser visto com um olhar diferente, ele é merecedor de muito mais do que está sendo feito hoje. Recebam todo o meu respeito e carinho”, disse o parlamentar

O médico diretor da Maternidade Bárbara Heliodora, Wagner Bacelar, falou da importância do profissional de Saúde durante a pandemia da Covid-19. O diretor também destacou o trabalho realizado pelo ex-secretário de Saúde, Alysson Bestene e o governador do Estado, Gladson Cameli, no período pandêmico.

“Quem acompanhou esse período assistiu, ouviu e sentiu a importância do profissional de Saúde no combate à pandemia que assolou o mundo inteiro. O profissional de saúde se tornou o herói nacional, porém, sem medalhas. Não posso deixar de agradecer e parabenizar, ainda, o trabalho realizado pelo governo do Estado e pelo secretário Alysson Bestene. Eles lutaram bravamente”, enfatizou o médico Wagner.

Vitor Martineli, secretário de Saúde de Acrelândia e presidente do Conselho de Secretarias de Saúde no Acre (COSEMS), também enalteceu a atuação dos profissionais de Saúde na pandemia. Frisou, ainda, que o processo de vacinação continua e que as pessoas precisam se conscientizar sobre a importância do imunizante.

“Falar do heroísmo deles é chover no molhado, eles merecem todo reconhecimento e toda valorização. Nunca será demais homenageá-los. Quero pedir, ainda, que as pessoas se vacinem para que a gente fique cada vez mais seguros”, disse.

A médica Fabíola de Oliveira, que atuou na linha de frente no Pronto Socorro da capital e na solenidade falou representando os demais servidores públicos, destacou as dificuldades enfrentadas durante a fase mais crítica da pandemia e como foi difícil ver colegas de trabalho sendo contaminados, e muitos perdendo suas vidas. A profissional também pontuou que essa fase difícil veio, dentre outras coisas, também para mostrar que o servidor da Saúde é um ser humano e também sofre, mas abdica da própria dor para ajudar a salvar vidas.

“Assim que fui avisada de que a minha enfermaria tinha sido escolhida para receber pacientes acometidos pela Covid-19, cheguei em casa e avisei minha família, mas em nenhum momento me despedi dela. Representar os servidores da Saúde me faz sentir honrada, pois saíamos de casa sem saber se voltaríamos. Foi triste ver colegas sendo contaminados, um deles desistiu da batalha contra o vírus após saber que a esposa havia perdido a vida para essa doença. Todos os servidores, desde a portaria até aqueles que atuam na UTI, foram incansáveis, guerreiros atuando para salvar vidas”, pontuou.

A profissional lembrou de um período quando a cada três horas saía um boletim de óbito. Foi nessa fase que ela e sua equipe decidiram por permitir um familiar como acompanhante. “Nós cuidávamos do amor da vida de alguém e fizemos de tudo para que essas pessoas tivessem a presença de alguém da sua família, daquela forma ela não se sentiria sozinha e isso ajudava a proteger o psicológico dela. Nós agimos na contramão fazendo isso, mas colocamos toda a nossa humanidade ali, e graças a Deus tivemos bons resultados e nenhum familiar contaminado”.

A doutora Moana Araújo, gerente adjunta da Sesacre, participou da solenidade representando a secretária de Saúde do Estado, Paula Mariano. Em seu discurso, ela relatou alguns desafios enfrentados pelos profissionais de saúde durante a pandemia. Frisou, ainda, que o Acre foi o único estado brasileiro que não sofreu com a falta de oxigênio.

“Primeiramente, quero parabenizar a Aleac pela iniciativa, temos pessoas importantes aqui neste plenário que de fato fizeram a diferença na pandemia. Tivemos muitos desafios, sem dúvida, durante todo esse processo, mas eu não poderia deixar de registar aqui, que o Acre foi o único estado brasileiro que não sofreu com a falta de oxigênio, conseguimos através da gestão do ex-secretário de Saúde, Alysson Bestene, manter isso. O Acre foi referência no Brasil e esteve capacitando outros estados no que diz respeito à gestão de oxigênio na pandemia”, destacou.

O ex-secretário de Saúde e atual secretário de Assuntos Extraordinários do governo, Alysson Bestene, falou da sua gratidão ao governador Gladson Cameli e a todos os profissionais de saúde.

“Estou vendo, hoje, nesta casa, vários rostos conhecidos que tiveram comigo nesta jornada, a todos vocês a minha eterna gratidão. Vocês merecem todas as homenagens e honrarias possíveis. Ao governador Gladson Cameli, todo meu carinho, respeito e gratidão. Tenho orgulho do trabalho que realizamos durante todo esse processo. Foram dias intensos de muitos desafios e lutas, mas demos o nosso melhor”, salientou.

Ao final da solenidade, o ex-secretário de Saúde, Alysson Bestene, recebeu das mãos do deputado José Bestene e do vice-presidente da Aleac, deputado Jenilson Leite, um certificado referente aos serviços prestados à população no período de pandemia.

O parlamento acreano também prestou uma homenagem aos servidores da saúde que morreram por conta da Covid-19.

O que os deputados disseram:

Edvaldo Magalhães (PCdoB)

“Esse é um momento muito importante e de reconhecimento. Tem uma música do Nelson Gonçalves que explicita bem a importância de homenagearmos em vida esses valorosos trabalhadores. Ela diz: ‘Sei que amanhã quando eu morrer, os meus amigos vão dizer que eu tinha bom coração. Alguns até hão de chorar e querer me homenagear, fazendo de ouro um violão. Mas depois que o tempo passar, sei que ninguém vai se lembrar que eu fui embora. Por isso é que eu penso assim, se alguém quiser fazer por mim, que faça agora. Me dê as flores em vida, o carinho, a mão amiga, para aliviar meus pais. Depois que eu me chamar de saudade, não preciso de vaidade, quero preces e nada mais’. ”

Jenilson Leite (PSB)

“É uma satisfação muito grande receber esses profissionais aqui, e eu parabenizo o deputado José Bestene por esta iniciativa. No período mais grave da pandemia, nós parlamentares trabalhamos muito para que todo o suporte fosse dado aos pacientes. Eu também fui ajudar nos hospitais, atendendo e ajudando a suportar a demanda. Houve união entre todos. Essa pandemia revelou a importância do servidor público e do Sistema Único de Saúde. ” 

Fagner Calegário (Podemos)

“A pandemia deixou muitas histórias, muitas mesmo, em cada de nós. Eu fico pensando, se em casa a gente sofria com isso, imagina vocês que estavam atuando na linha de frente do combate à doença. Foi um momento de muito sofrimento. Por isso, eu reafirmo, vocês são sim, os verdadeiros heróis dessa luta. Parabéns, pelo trabalho realizado”.

Texto: Mircléia Magalhães e Andressa Oliveira/Agência Aleac
Revisão: Suzame Freitas

 

Sobre agencia agencia

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com