Daniel Zen diz que sobrefluxo é o grande problema do Dom Bosco

Daniel Zen diz que sobrefluxo é o grande problema do Dom Bosco

daniel150415O líder do governo, deputado Daniel Zen (PT), disse na sessão desta quarta-feira, 15, que o problema no atendimento às pessoas no Núcleo Pedagógico Dom Bosco é a sobrecarga vinda do interior do Estado. Ele pontuou que é necessário investir na triagem dos pacientes que são encaminhados à unidade, bem como a contratação de mais profissionais.

“O grande problema ali é o sobrefluxo que vem do interior, é claro que com a realização de concurso público e a contratação de fisioterapeutas isso vai melhorar. A situação ali é especifica. É preciso investir em regulação. Não dar para simplesmente ser assim: vai para Rio Branco, vai para o Dom Bosco”, ressaltou.

O parlamentar elogiou o trabalho das duas Comissões junto às famílias que são atendidas pelo Núcleo Pedagógico Dom Bosco e disse que “quando uma Comissão visita e estabelece um pacto para as correções”, isso é salutar.

“O que temos feitos nas comissões é praxe, é preciso que visitemos as escolas e estabeleçamos uma agenda com os gestores estaduais. Eu fico feliz em saber que são problemas de rápida solução, mas que não podem ser esquecidos. A estrutura precisa ser ampliada, melhorada”, enfatizou.

Durante sua fala, já na Explicação Pessoal, o parlamentar comentou o discurso do deputado Gehlen Diniz (PP) e pediu coerência, pois, segundo ele, o deputado não pode negar o seu partido, o PP, uma vez que foi eleito por ele.

“Vossa excelência tem sido muito monotemático. Só tem partido por conveniência? Que investigue, que prenda, mas não vamos defender a condenação por antecipação. O que tem lá é uma menção. Vamos usar o mesmo peso e a mesma medida quando nos referirmos ao governador Tião Viana (PT) e ao senador Gladson (PP), deputado”, disse o líder governista.

Continuando sua explicação, o deputado disse ser veemente contra a pensão para ex-governadores, mas salientou que uma indenização proporcional ao período em que o governador esteve no mandato poderia ser pensada. Ele ratificou que o governador Tião Viana é contrário ao recebimento de pensão para ex-governadores. Acrescentou, ainda, que os ex-governadores que estão na ativa não deveriam receber os proventos referentes à pensão.

“A posição do governador Tião Viana é flagrantemente contra a pensão de ex-governadores. Essa pensão retornou por Proposta de Emenda à Constituição apresentada pelo então deputado Vagner Sales. Eu sou contra a pensão para ex-governadores. Vejo com certa cautela a pensão. Defendo que os governadores que ainda estão na ativa não necessitam de pensão”, disse o deputado.

Ele citou os ex-governadores Binho Marques (PT), Jorge Viana (PT) e Flaviano Melo (PMDB) que ainda estão na vida pública, ou seja, com acumulativo de salários.

Finalizando, o deputado parabenizou o deputado Ney Amorim (PT) que participou da assinatura do termo de posse, na condição de governador do Estado, por dois dias. “Para nós representa um simbolismo forte. Filho do senhor Josué Amorim, uns dos primeiros vereadores de Rio Branco. Queria parabenizar também o deputado Eber Machado (PSDC) por fazer a condução dos trabalhos legislativos na sessão de hoje”.

Sobre agencia agencia

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
Facebook