Tchê comenta telefonema de Bolsonaro para presidente da Rússia: “A intenção dele é só atrapalhar”

Tchê comenta telefonema de Bolsonaro para presidente da Rússia: “A intenção dele é só atrapalhar”

Em pronunciamento na sessão remota desta quarta-feira (7), o deputado Luís Tchê (PDT) comentou a conversa que o presidente Jair Bolsonaro teve ontem (6), por telefone, com o presidente da Rússia, Vladimir Putin, para tratar da aquisição de doses da vacina russa Sputnik V, produzida pelo Instituto Gamaleya.
Para o deputado, a intenção de Bolsonaro com esse telefonema é mais “atrapalhar” do que ajudar. “Bolsonaro fez contato com o presidente da Rússia para pedir que a vacina seja produzida no Brasil. Não faça isso, presidente, deixe os governadores do norte e nordeste trabalharem, o senhor vai mais atrapalhar do que ajudar. É só isso que ele tem feito”, disse.
O pedetista disse, ainda, que o Brasil registrou 4.211 mortes por Covid-19 nas últimas 24 horas, batendo pela primeira vez a trágica marca de 4 mil óbitos anotados em um só dia, totalizando na última terça-feira (6) 337.364 vítimas.
Com isso, a média móvel de mortes no país nos últimos 7 dias ficou em 2.775. Em comparação à média de 14 dias atrás, a variação foi de +22%, indicando tendência de alta nos óbitos pela doença.
“Esse número é o mesmo que cair, no mesmo dia, 27 aviões com 150 passageiros a bordo. Onde vamos parar? Eu de fato estou muito preocupado com essa situação. E para piorar, Bolsonaro entra em contato com o presidente da Rússia e tenho certeza que foi para atrapalhar, não tem outra justificativa”, complementou.
O parlamentar parabenizou, ainda, o governador Gladson Cameli pelo anúncio do Programa Social de Formação, Qualificação e Habilitação Profissional de Condutores de Veículos Automotores, o CNH Social.
A proposta prevê que as vagas serão divididas em três modalidades: CNH Estudantil, destinada aos jovens de 18 a 25 anos que concluíram o ensino médio integralmente em escola da rede pública estadual, CNH Urbana e Rural, destinadas às pessoas que residem nessas áreas desde que estejam inscritas no Cadastro Único para Programas do Governo Federal (CadÚnico). Pessoas com deficiência terão reservadas 5% do quantitativo oferecido.
Segundo o deputado, o projeto de lei deverá ser encaminhado para a Assembleia Legislativa nas próximas semanas. “Apresentei um projeto nesta casa pedindo a criação desse programa, a proposta foi encaminhada ao Poder Executivo em 2019. Mas não estou aqui para discutir a autoria do PL, quero apenas demonstrar minha alegria pelo anúncio feito pelo governador de que encaminhará para esta casa esse projeto importantíssimo. Meu desejo é que a CNH social seja aprovada o mais rápido possível para ajudar as famílias acreanas. Já estou intervindo para que Casa Civil e Poder Executivo façam o envio dessa proposta a esta casa”, disse.
Tchê frisou que o projeto já é uma iniciativa adotada por vários estados da federação, um deles é o estado de Pernambuco que implantou o programa CNH gratuita em 2008.
“Sabemos que muitas pessoas não têm condições de obter sua Carteira de Habilitação, pois o valor cobrado é considerado alto. Entendendo que essa medida tem grande relevância social, peço o apoio dos meus colegas parlamentares para a aprovação do PL”, frisou.
Mircléia Magalhães/Agência Aleac

Sobre agencia agencia

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com