Marcus Cavalcante pede a união de todos para o enfrentamento da pandemia

Marcus Cavalcante pede a união de todos para o enfrentamento da pandemia

Na sessão remota desta terça-feira (6), o deputado Marcus Cavalcante (PT do B) falou sobre os efeitos causados pela Covid-19 no organismo humano. O parlamentar, que foi acometido pela Covid-19 e precisou ser internado em um leito de UTI, pediu a união de todos para encontrar saídas de enfrentamento à pandemia.
“Não é fácil essa doença. Passei dias difíceis. E o que me preocupa mais é que eu tenho a impressão de que nós ficamos frios com relação a isso. Estamos há um ano contando mortes. Morreu mais um, mais 10, mais 100. Precisamos do esforço de todos, de governo, de centro, de oposição. A situação é muito grave”, alertou.
O deputado fez críticas ao presidente Bolsonaro afirmando que ele tratou a pandemia com descaso. “Lá no início, o presidente não cumpriu com o seu papel de líder de uma nação, não encarou a pandemia com seriedade, não procurou cumprir os protocolos necessários para evitar a propagação do vírus, achando que era uma gripezinha, sempre desdenhando da doença, aparecendo sem máscara em locais públicos. E, hoje, estamos pagando um preço alto por isso”, complementou.
O parlamentar fez ainda um apelo às autoridades do Acre. Pediu que haja organização e distanciamento social nas filas da Caixa Econômica Federal, que voltou a pagar o auxílio emergencial nesta terça-feira (6).
“Alguém tem que tomar providências, urgente. Eu vi pessoas sem máscara. É preciso comer, mas é preciso viver, gente, pelo Amor de Deus”, disse o parlamentar.
Ao final do seu pronunciamento, Marcos Cavalcante pediu aos deputados que fizessem um minuto de silêncio em respeito às quase 1.300 vidas perdidas para a Covid-19, no Acre, desde o início da pandemia.
Mircléia Magalhães/Agência Aleac

Sobre agencia agencia

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com