Jenilson Leite destaca importância de audiência pública que debaterá ações do Into/AC

Jenilson Leite destaca importância de audiência pública que debaterá ações do Into/AC

Na sessão virtual desta quarta-feira (9), na Assembleia Legislativa do Acre (Aleac), o deputado Jenilson Leite (PSB) falou sobre a audiência pública que será realizada na próxima sexta-feira (11), na plataforma da Aleac, para discutir a problemática do Instituto Nacional de Traumatologia e Ortopedia do Acre (Into-AC), tanto no que se refere à assistência aos pacientes acometidos pela Covid-19, quanto à falta de informações básicas do quadro de saúde desses pacientes às famílias.

“Aproveito o momento para convidar toda a sociedade, parlamentares e autoridades competentes, para tratar dessa problemática na audiência que realizaremos na sexta-feira. Nós precisamos tratar desse assunto, recebemos diariamente denúncias contra o Into neste sentido. O Ministério Público, a Sesacre, e a gerência do Into precisam tomar medidas com o intuito de tornar as informações mais transparentes”, disse o parlamentar.

O oposicionista frisou ainda que o Poder Legislativo não pode se omitir no debate. “Nós precisamos ouvir o clamor desses familiares que aguardam 48h para receber informações sobre um paciente. Por isso a importância dessa audiência. Estamos no meio de uma pandemia e a pressão no Into vai aumentar, o número de internados vai aumentar”, alertou.

Jenilson Leite pediu ainda o apoio do governo do Estado e da Sesacre para a implantação do Centro de Informação e Assistência Toxicológica (Ciatox) e do Laboratório de Toxicologia Analítica no Estado do Acre. O Ciatox é uma unidade de saúde de referência em toxicologia clínica no Sistema Único de Saúde, com atendimento em regime de plantão permanente por tele consultoria ou presencialmente.

O objetivo é fornecer informações toxicológicas a profissionais de saúde e instituições, além de prestar assistência a pessoas expostas ou intoxicadas por substâncias químicas, toxinas de animais peçonhentos e plantas.

Segundo o deputado, a implantação do centro e do laboratório servirá para salvar vidas, seja de pessoas que foram picadas por animais peçonhentos ou provocadas por intoxicação causadas por remédio ou agrotóxico.

 “Proponho que a Sesacre possa fazer uma parceria com a UFAC para implantação do Laboratório de Toxicologia Analítica (LTA).  A toxicologia analítica está no fato de ser o único meio capaz de fornecer evidência objetiva quanto a natureza e magnitude da exposição a compostos tóxicos”, pontuou.

Mircléia Magalhães/Agência Aleac

Sobre agencia agencia

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com