“Não temos espaço para escapismo ou vacilação. Precisamos fazer o correto”, diz Daniel Zen sobre pandemia

 “Não temos espaço para escapismo ou vacilação. Precisamos fazer o correto”, diz Daniel Zen sobre pandemia

Preocupado com o aumento no número de casos e óbitos pelo novo coronavírus no Estado, o deputado Daniel Zen (PT) voltou a falar na sessão on-line desta quarta-feira (24), da importância da testagem em massa para Covid-19. O parlamentar salientou que o Estado tem dinheiro em caixa e capacidade laboratorial para realizar os testes.

“Sem testagem em todos aqueles que apresentam os sintomas da doença, não tem como a gente ter confiabilidade nos indicadores de classificação dos municípios, dentro dos quatro níveis referentes ao decreto publicado pelo governo do Estado. O decreto está correto, os indicadores estão adequados, e temos recursos em caixa para fazer o devido combate à pandemia. Temos um volume de liberação de testes que ultrapassa os 80 mil e o estado tem ao meu entender capacidade laboratorial para processá-los”, disse.

Ainda de acordo com o oposicionista, a maioria das pessoas que chegam com sintomas da Covid-19 nas Unidades de Pronto Atendimento (UPA) não realizam o teste para a doença. “As pessoas chegam à UPA com sintomas da doença e são mandadas para casa, sem nenhuma receita e nenhum remédio. Isso aconteceu com dois assessores meus, um deles piorou três dias depois e teve que ser internado. Se ele tivesse feito o exame no dia que procurou a unidade de saúde talvez não precisasse passar por três dias de internação. Olha a despesa que ele deu ao Estado, o gasto seria menor se ele tivesse feito o exame e  medicado bem antes”, enfatizou.

Daniel Zen frisou ainda que o Acre é o segundo estado com maior taxa de ocupação de UTI e o oitavo em número de óbitos em relação à população. “Estamos precisando de líderes para conduzir esse processo. De alguém que resolva a situação. Nós estamos precisando de alguém que chame a responsabilidade para si. Não temos espaço para escapismos, vacilação. Não dá para ficar com o cofre cheio de dinheiro enquanto as pessoas estão sem remédio. A coisa é séria. Precisamos fazer o correto. Precisamos de testes, remédios, leitos,  EPIs,  tudo isso”, complementou.

Texto: Mircléia Magalhães
Revisão: Suzame Freitas
Foto: Raimundo Afonso
Agência Aleac

Sobre agencia agencia

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
Facebook