Deputado Edvaldo Magalhães comemora auxílio para servidores do Pró-Saúde, mas alega que trabalhadores da Anssau continuam esquecidos pelo governo

Deputado Edvaldo Magalhães comemora auxílio para servidores do Pró-Saúde, mas alega que trabalhadores da Anssau continuam esquecidos pelo governo

Durante sessão virtual desta quarta-feira (27), o deputado Edvaldo Magalhães (PCdoB) destacou os avanços da pandemia no Estado e as consequências disso. Disse ainda que ficou feliz ao saber que o governador Gladson Cameli (PP) assinou um ato administrativo concedendo auxílio aos servidores do Pró-Saúde, mas que funcionários da Associação Nossa Senhora da Saúde (Anssau), em Cruzeiro do Sul, ainda estão sendo esquecidos.

“Os números da pandemia no Acre avançam e são assustadores, certamente ao final do dia de hoje teremos superado cinco mil casos, passamos dos 100 mortos. Temos um exército de servidores dedicados que estão todos os dias acordando cedo e dormindo tarde, atuando na linha de frente desse combate. Expondo suas vidas e de suas famílias. Eles também merecem esse auxílio”, disse se referindo aos trabalhadores da Anssau.

Magalhães seguiu falando que durante todo o final de semana os deputados trabalharam para incluir no auxílio extra durante a pandemia, todos os profissionais que atuam diretamente no combate ao coronavírus, mas foram pegos de surpresa com a retirada de alguns da matéria.

“Fizemos um debate intenso, ontem a tarde vi o vídeo do governador anunciando o auxílio emergencial para trabalhadores do Pró-Saúde, ele se rendeu ao descontentamento de todos com a exclusão desnecessária e vexatória. Lamentei porque ainda deixa de fora segmentos diretamente expostos, os servidores da Anssau. Pedi ao presidente Nicolau Júnior que converse com o governador, para que ele não deixe esses profissionais a ver navios. Eles também estão expostos”, disse.

Texto: Andressa Oliveira
Revisão: Suzame Freitas
Foto: Raimundo Afonso
Agência Aleac

Sobre agencia agencia

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
Facebook