Deputado Edvaldo Magalhães demonstra preocupação com crescente número de infectados pelo coronavírus no Juruá

Deputado Edvaldo Magalhães demonstra preocupação com crescente número de infectados pelo coronavírus no Juruá

Durante sessão virtual desta quarta-feira (20), o deputado Edvaldo Magalhães (PCdoB) falou sobre os índices preocupantes que a pandemia de coronavírus tem alcançado no Estado. O parlamentar pediu que o governo dê mais atenção aos hospitais de campanha do Juruá e afirmou que a Saúde vive hoje um estrangulamento.

Magalhães relatou que assistiu a um vídeo onde o diretor do Hospital do Juruá, Dr. Marcos, aparece fazendo um apelo à comunidade, pedindo que fiquem em casa, pois não há mais leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI), nem respiradores para atender pacientes que venham a desenvolver a forma grave da Covid-19.

“Ao final da tarde, ontem, os relatórios apresentados indicavam que o Estado bateu quase 2500 casos de infectados pelo coronavírus. Em Rio Branco, temos um estrangulamento de leitos de UTI. Nós tivemos um agravante, em Tarauacá os casos têm se multiplicado, em Marechal Thaumaturgo também. Não podemos olhar esses números e dizer: vamos aguardar”, alertou.

O parlamentar seguiu dizendo que é preciso tomar medidas eficazes urgente, uma vez que até o momento não estão conseguindo achatar a curva de infectados e os hospitais de campanha do interior estão demorando a ficar prontos. O comunista indagou se haverão leitos de UTI e respiradores disponíveis e quando de fato serão entregues à população.

“Teremos leitos de UTI, respiradores? O deslocamento de alguém em estado grave nesses municípios leva tempo, não seria o caso de termos uma aeronave para prestar socorro? Nesse sentido, quero refazer o apelo ao presidente, que vossa excelência organize, convoque uma reunião on-line com a bancada estadual e federal para discutirmos a situação do povo do Juruá. Nós precisamos de medidas urgentes. A fila da morte ficou institucionalizada a partir de ontem nos casos de coronavírus. Isso é muito grave!” Concluiu.

Texto: Andressa Oliveira
Revisão: Suzame Freitas
Foto: Raimundo Afonso
Agência Aleac

Sobre agencia agencia

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
Facebook