Daniel Zen: “Acho um contrassenso dar adicional para uns servidores e tirar de outros”

Daniel Zen: “Acho um contrassenso dar adicional para uns servidores e tirar de outros”

Na sessão on-line desta quarta-feira (29), o deputado estadual Daniel Zen (PT) questionou ainda o fato de professores da rede pública estarem tendo as aulas complementares cortadas dos salários, já no mês de abril. O parlamentar disse que apesar do governo apresentar proposta para dobrar o valor de insalubridade dos trabalhadores da saúde, não seria justo retirar benefícios financeiros dos profissionais da educação, uma vez que mesmo sem aulas nas escolas, esses trabalhadores estão atuando virtualmente.

“Estamos prestes a aprovar um projeto que amplia em 100% o pagamento de adicional por insalubridade para os profissionais de saúde, acho um contrassenso dar de um lado e tirar do outro. Os professores estão trabalhando remotamente, não é justo que se dê para uns e tire de outros. Peço que o governo reveja essa situação”, disse.

O oposicionista defendeu ainda a aprovação do Projeto de Lei de sua autoria que proíbe o Poder Executivo de reduzir ou suspender qualquer parcela dos vencimentos de servidores públicos estaduais. Com isso, ficaria proibida a redução ou suspensão de pagamentos de abonos, adicionais, funções, gratificações, horas extras e suplementares, prêmios e vantagens de quaisquer naturezas.

“Precisamos aprovar esse projeto o mais rápido possível. Nesse momento, dada à natureza da calamidade, eu acredito que o governo não deve cortar os adicionais e gratificações.  Estamos falando de benefícios que em muitas casas são a única fonte de renda que restou, uma vez que os demais membros se encontram, temporariamente, sem renda em razão da natureza do enfrentamento à pandemia”, finalizou o parlamentar.

Texto: Mircléia Magalhães
Revisão: Suzame Freitas
Foto: Raimundo Afonso
Agência Aleac

Sobre agencia agencia

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
Facebook