Jenilson Leite comemora retirada de PL que Cria Instituto da Saúde “Era mais uma pegadinha do Executivo”

Jenilson Leite comemora retirada de PL que Cria Instituto da Saúde “Era mais uma pegadinha do Executivo”


A decisão do presidente da Assembleia Legislativa do Acre, deputado Nicolau Júnior (PP), de retirar de pauta o projeto de autoria do Executivo que altera a Lei e renomeia o Serviço Social de Saúde do Acre (Pró-Saúde) para Instituto de Gestão de Saúde do Acre (IGESAC) foi comemorada pelo vice-presidente da Aleac, deputado Jenilson Leite (PSB).

Em pronunciamento na sessão desta quarta-feira (11) o parlamentar frisou que não havia nenhum trecho no projeto que garantia a regulamentação dos servidores da autarquia que estão ameaçados de demissão por determinação da Justiça do Trabalho. Ainda de acordo com o deputado, o PL é um verdadeiro ataque aos servidores da saúde.

“Parabéns aos deputados da base governista que se deram conta de que esse projeto é um verdadeiro ataque aos trabalhadores. O que o governo estava propondo era um escândalo, uma vergonha. Com essa matéria, o governo não estava preocupado em melhorar a saúde, mas em fazer negócios. Se esse projeto fosse aprovado, os hospitais do Acre seriam entregues durante vinte anos para uma empresa de Brasília, e com todos os servidores dentro”, disse.

Ainda de acordo com Jenilson Leite, a regularização do Pró-Saúde foi usada apenas como isca na proposta do Executivo. “A proposta flexibilizava licitações de recursos humanos e ainda quarterizava a saúde, e não apenas terceirizava. O governo usou como isca a regularização do Pró-Saúde, nós tivemos acesso a esse projeto ontem à tarde, e pasmem, não encontramos nada na proposta que tratava da regularização dos servidores. Se tratava de mais uma pegadinha do Executivo”, complementou.

No grande expediente, o deputado apresentou uma indicação que solicita da Secretaria de Saúde do Acre (Sesacre) a realização de aquisição de medicamentos antibióticos dos mais diversos para atender às necessidades da UPA Via Verde.

“Ciente de todos os problemas que a Saúde acreana enfrenta estamos apresentando essa indicação para que a situação mude. Ocorre que hoje se encontra em uma situação precária, há falta de insumos e equipamentos básicos para atender de maneira digna e eficiente as pessoas que precisam”, justificou.

O parlamentar pediu ainda que a Sesacre realize aquisição do medicamento Ocitocina para atender às necessidades do hospital Wildy Viana. “A ocitocina é um hormônio naturalmente produzido pelo organismo para gerar as contrações do útero durante o trabalho de parto e a liberação do leite durante a amamentação. Ele foi sintetizado em laboratório e assim se tornou uma medicação muito útil, que pode ajudar a salvar vidas, se corretamente indicado”, explicou.

Texto: Mircléia Magalhães
Revisão: Suzame Freitas
Foto: Raimundo Afonso
Agência Aleac

Sobre agencia agencia

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com