Daniel Zen diz que déficit da Previdência deve ser cobrado do governo e empregadores e não de servidores

Daniel Zen diz que déficit da Previdência deve ser cobrado do governo e empregadores e não de servidores

O líder do PT na Assembleia Legislativa do Acre (Aleac), deputado Daniel Zen, pautou seu discurso durante a sessão desta terça-feira (19) na Reforma da Previdência no âmbito estadual, prevista para ser votada no próximo dia (26). Ele alega que em vez de cobrar o déficit do empregado, seja aumentada a contribuição patronal.

Daniel Zen explicou que atualmente a despesa mensal do Acreprevidência com pagamento de pensionistas e aposentados é de R$ 75 milhões, desses, R$ 15 milhões vêm da contribuição de servidores, outros R$ 15 milhões vêm do governo, restando R$ 40 milhões em déficit. Ele sugere que baseado nesses cálculos seja aumentada a contribuição patronal e não a dos servidores.

“Se dobrar a contribuição patronal, como é feito no regime geral da Previdência, com essa única medida se amplia em 15 milhões a receita previdenciária. Quando digo que existem medidas, coloco isso no sentido de que o déficit previdenciário existe, mas não pode ser jogado todo nas costas do trabalhador. O lado mais forte da relação é o empregador, é o governo, e eles devem arcar com a maior parte desse ônus”, pontuou.

O petista concluiu seu discurso afirmando que seu posicionamento contra a Reforma do jeito que foi apresentada não é uma questão de querer prejudicar e nem bater de frente com o atual governo, mas, sim, aperfeiçoar o documento antes que o mesmo seja votado, de forma que os trabalhadores sejam o menos penalizados possível.

Andressa Oliveira
Foto: Raimundo Afonso
Agência Aleac

Sobre agencia agencia

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
Facebook