Jenilson Leite faz balanço de ações cumpridas pela CPI da Energia. “Estamos na reta final”.

Jenilson Leite faz balanço de ações cumpridas pela CPI da Energia. “Estamos na reta final”.


Em pronunciamento na sessão desta quarta-feira (13), o vice-presidente da Assembleia Legislativa do Acre (Aleac), deputado Jenilson Leite (PSB), disse que os trabalhos da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Energia que investiga supostas irregularidades praticadas na cobrança de energia elétrica no Acre estão em fase final. O parlamentar destacou a participação do diretor-presidente da Energisa no Estado, José Adriano, na fase das oitivas.

“Estamos na reta final das ações da CPI. Fizemos uma boa atuação que resultou na aprovação de projetos importantes nesta Casa.  Na última oitiva, ouvimos o presidente da Energisa, e um dos pontos mais questionados foi com relação à transparência na cobrança de energia. Hoje, consumir energia no Acre é como dar um tiro no escuro”, afirmou o deputado.

O parlamentar informou ainda que a CPI solicitou da empresa respostas sobre o aumento abusivo nas contas de energia dos acreanos e que a mesma informou que irão aderir a uma nova forma de se relacionar com o consumidor.

“Segundo eles, em julho de 2020, acontecerá a migração de todo o sistema. Com isso, as plataformas digitais iniciarão testes que poderão durar em torno de 180 dias. Imaginem vocês a ausência dessa CPI no meio desta confusão, as tarifas de agosto, por exemplo, tiveram tantas reclamações que resultaram, inclusive, numa negativa da Aneel em conceder um novo aumento. A CPI teve uma atuação importante, estamos caminhando para a fase final dos trabalhos e pretendemos fazer um termo de ajustamento com a Energisa”, enfatizou.

Sobre a Reforma da Previdência Estadual, Jenilson Leite disse que a proposta chegou à Aleac com o intuito de “massacrar” o trabalhador. “Essa reforma maldosa iria ser votada, às pressas, sem diálogo com servidor, mas o movimento social se fez presente neste Poder e disse NÃO. Então, não me venham agora com discursos democráticos, se não fosse a manifestação dos servidores A PEC teria sido aprovada sim”, salientou.

Texto: Mircléia Magalhães
Revisão: Suzame Freitas
Foto: Raimundo Afonso
Agência Aleac

Sobre agencia agencia

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
Facebook