“Não dá para simplesmente arrochar no bolso do trabalhador”, diz Daniel Zen sobre Reforma da Previdência

“Não dá para simplesmente arrochar no bolso do trabalhador”, diz Daniel Zen sobre Reforma da Previdência


Em pronunciamento na sessão desta quarta-feira (23), o deputado Daniel Zen (PT) voltou a falar da Reforma da Previdência Estadual que está em processo de discussão na Assembleia Legislativa do Acre. Segundo o parlamentar, o governador Gladson Cameli (PP) não sabe o que diz quando fala em intervenção federal.

“Sinceramente, estamos fazendo todo um esforço para debater essa proposta com os sindicatos, tentando construir algo melhor para os trabalhadores e o poder executivo não ajuda em nada. Intervenção federal é algo tão sério. Quando vemos o próprio governador dizer que se a reforma não for aprovada ele chama o governo Federal, é demais.  Quero fazer como Jesus Cristo (Deus me perdoe a heresia): “Pai perdoa porque ele não sabe o que diz””, disse.

O oposicionista seguiu afirmando que quem produz fake news é o Palácio Rio Branco e não a oposição. “O governador disse que sem a aprovação da reforma o Estado entra em calamidade financeira, que chantagem barata é essa? Vamos ter cuidado com essa guerra de narrativas, porque se tem fake news, elas estão saindo do palácio do governo e não desse plenário”, enfatizou.

No Grande Expediente, Daniel Zen continuou falando da Reforma da Previdência. “Existe um déficit, isso ninguém nega, os números nós conhecemos. A pergunta é, vão tapar esse rombo somente à custa do servidor? É o trabalhador que vai arcar com todo o ônus do déficit da Previdência? ”, indagou.

Para o deputado, é injusto o servidor público arcar com todo o prejuízo. “Vários equívocos foram cometidos com relação à Previdência, inclusive, equívocos cometidos pelo nosso governo, não vou aliviar ninguém. Mas o que eu quero saber é como o governo atual pretende suprir esse déficit? Ele vai contribuir com o que? Somente o servidor público vai arcar com isso, mesmo contribuindo todo mês? A contribuição patronal precisa ser ampliada, ela não pode ser igual a do empregado. Não dá para simplesmente arrochar no bolso do trabalhador ”, finalizou.

Texto: Mircléia Magalhães
Revisão: Suzame Freitas
Foto: Raimundo Afonso
Agência Aleac

Sobre agencia agencia

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
Facebook