Deputado Fagner Calegário afirma que previdência pretendida pelo governo do Estado é inadmissível

Deputado Fagner Calegário afirma que previdência pretendida pelo governo do Estado é inadmissível


O deputado Fagner Calegário (sem partido) destacou durante sessão desta terça-feira (05) que a alteração pretendida pelo governo na Previdência do Estado é inadmissível. Ele afirmou que a partir da quarta-feira serão tomadas medidas necessárias para que o Projeto de Lei enviado pelo governador seja tratado com os servidores públicos.

“Dada a importância dos temas que chegaram a esta Casa hoje, ressalto a alteração na Previdência do nosso Estado. É inadmissível a tramitação dessa reforma sem discutirmos com as categorias. Precisamos a partir de amanhã tomar as medidas necessárias. É necessário ouvir os servidores públicos, pois eles serão diretamente afetados”, afirmou.

Fagner Calegário também falou sobre o processo do qual foi julgado pela Justiça Eleitoral. E justificou por algumas vezes ter que se dividir entre solucionar esse problema e seu mandato. O parlamentar foi incisivo ao deixar um recado ao seu primeiro suplente, afirmando que o mesmo só sentará em uma cadeira no Plenário da Aleac quando for de fato eleito.

“Aos interessados pela minha queda, digo que a justiça pode até ser cega, mas não é burra. Tudo indica que isso foi mais uma armação dos suplentes que não tiveram competência para ganhar um mandato nas urnas. E é preciso deixar bem claro para a imprensa que foi comprovado nos autos do processo, a pessoa que articulava testemunhas para deporem falsamente contra mim, e era o coordenador de campanha do meu suplente”, concluiu.

Texto: Andressa Oliveira
Revisão: Suzame Freitas
Foto: Raimundo Afonso
Agência Aleac

Sobre agencia agencia

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
Facebook