Deputado Cadmiel Bomfim pede isonomia salarial entre polícias Militar e Civil

Deputado Cadmiel Bomfim pede isonomia salarial entre polícias Militar e Civil


Durante sessão desta quarta-feira (16) o deputado Cadmiel Bomfim (PSDB) agradeceu ao governador Gladson Cameli pela promoção dos 477 novos sargentos da Polícia Militar. Ele pediu ao chefe do Executivo que faça o pagamento retroativo desses profissionais, que aguardavam há três meses pela ascensão. O parlamentar também falou sobre a equivalência salarial entre as policias militar e civil.

“Fiquei muito feliz em ver a promoção dos novos 477 sargentos da PMAC. Eles estavam aguardando por isso há três meses, por esse motivo estou pedindo ao governador o pagamento retroativo referente a esse período também, pois já estavam formados e capacitados. Os alunos cabos também estão há mais de dois meses aguardando o acréscimo em seus pagamentos”, disse.

Sobre a equiparação salarial entre policiais civis e militares, que foi um dos pontos levantados pelo governador Gladson Cameli (PP), Cadmiel Bomfim voltou a solicitar ao chefe do Executivo que ainda este ano promova a isonomia salarial aguardada. Ele alega que a PM está na linha de frente da Segurança Pública e que, portanto, merece ter um salário justo.

“Houve uma promessa do governo quanto a isonomia salarial das polícias Civil e Militar, então nós pedimos que isso ocorra esse ano já. Não dá para termos uma polícia rica e uma pobre no Estado. A Civil está anos luz à frente da Militar. A PM é a linha de frente da Segurança Pública”, pontuou.

Bomfim também pediu que o trecho da estrada que dá acesso ao aeroporto de Feijó seja recuperado. Ele alega que se as obras não forem realizadas no período do verão, no inverno amazônico não haverá condições de se trafegar no local.

No tempo destinado ao grande expediente, o deputado apresentou um Projeto de Lei que dispõe sobre a proibição do Departamento Estadual de Trânsito (Detran), de recolher, apreender ou reter veículos que tiverem o IPVA, Seguro Obrigatório – DPVAT e Taxa de Licenciamento atrasados.

Ele justificou seu projeto afirmando que a Constituição impõe um limite ao poder do Estado de tributar e a forma de cobrar esses tributos. Disse ainda que em alguns estados como Bahia, Santa Catarina e Roraima, já houve suspensão desse tipo de blitz para apreensão de veículos por meio de projetos de lei. 

Texto: Andressa Oliveira
Revisão: Suzame Freitas
Foto: Raimundo Afonso
Agência Aleac

Sobre agencia agencia

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
Facebook