Deputado Daniel Zen diz que matéria da Veja não passa de um desagravo e tentativa de desviar atenção dos brasileiros

Deputado Daniel Zen diz que matéria da Veja não passa de um desagravo e tentativa de desviar atenção dos brasileiros


O deputado Daniel Zen (PT) usou a Tribuna durante sessão desta quinta-feira (15) para afirmar que os trechos publicados pela revista Veja sobre delação premiada feita pelo ex-ministro Antônio Palocci, que afirmou ter havido repasse da Odebrecht ao ex-governador Tião Viana, não passa de um desagravo e tentativa de desviar a atenção dos brasileiros dos atuais problemas pelos quais o país atravessa.

O veículo nacional de comunicação divulgou que Tião Viana recebeu R$ 2 milhões da Odebrecht em 2010, sendo R$ 1,5 milhão através de caixa dois. Daniel Zen disse que é necessário repor a verdade e que ao que parece, todas as vezes que a popularidade do presidente Jair Bolsonaro (PSL), do ministro da Justiça, Sérgio Moro e do Procurador de Justiça Deltan Dallagnol está em queda, tratam de jogar informações inverídicas para desviar a atenção dos brasileiros.

“Ao que me parece, sempre que surgem dificuldades ao Sérgio Moro, Dallagnol e Bolsonaro, e a popularidade deles baixa, eles soltam tábuas de salvação. Toda vez que vazam matérias com crimes graves e condutas ilícitas eles soltam “pedaços” da delação do Palocci que sequer foram homologados”, exclamou.

Zen acrescentou também que em relação às supostas acusações sobre recebimentos por meio de caixa dois, o ex-governador Tião Viana já foi investigado e, inclusive, julgado pelas cortes superiores e o processo arquivado. Ele pontuou que defende que a imprensa seja livre, mas é necessário fazer a reposição da verdade.

“Esse assunto publicado já foi julgado e analisado pelas cortes superiores. Na época o Tião tinha foro privilegiado, mas nem isso foi motivo para ele não ser investigado. Ele foi investigado, julgado por um tribunal e o processo arquivado. Acho que a imprensa tem que ser livre, não vou fazer juízo de valor quanto ao veículo em si, mas preciso fazer a reposição da verdade. Sobretudo em relação a postura daqueles que aparecem a cada episódio que depõe contra suas condutas”, concluiu.

Texto: Andressa Oliveira
Revisão: Suzame Freitas
Foto: Raimundo Afonso
Agência Aleac

Sobre agencia agencia

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
Facebook