Roberto Duarte lamenta acidente na BR 364 e esclarece nota sobre Lei que proíbe corte de energia nos finais de semana

Roberto Duarte lamenta acidente na BR 364 e esclarece nota sobre Lei que proíbe corte de energia nos finais de semana


O deputado Roberto Duarte (MDB) lamentou, na sessão desta terça-feira (13), o acidente ocorrido na BR 364, nas proximidades do Liberdade na noite da última segunda-feira (12). O ônibus que transportava estudantes de Xapuri e Rio Branco para participarem da final dos Jogos Escolares em Cruzeiro do Sul capotou na rodovia e uma estudante foi a óbito.

“Toda minha solidariedade aos familiares das vítimas deste triste acidente. Que Deus possa confortar o coração dos pais da estudante Kelly Pereira que, infelizmente, morreu no local. Parabenizo ainda o governador Gladson Cameli pela assistência que tem dado às vítimas e aos familiares”, disse.

O emedebista também se manifestou sobre a reportagem divulgada num site local que afirma que já existia uma Lei sancionada pelo Executivo, que proíbe o corte de energia nos finais de semana, mesma Lei de sua autoria que foi aprovada e sancionada pelo governador Gladson Cameli (PP). O deputado esclareceu que a lei de 2004 foi anulada através de uma Ação Indireta de Inconstitucionalidade julgada pelo Supremo Tribunal Federal.

“Sempre que apresento um PL nesta casa faço isso com muita responsabilidade. Saiu numa coluna que já existia uma lei igual, mas esqueceram de complementar que essa lei de 2004 foi declarada inconstitucional, ou seja, ela não existe mais no mundo jurídico. Precisava fazer essa correção, porque eu só subo nessa tribuna com provas. Neste sentido, agradeço ao governador Gladson Cameli por ter sancionado essa importante lei”, enfatizou.

O deputado também comemorou a sanção da lei de sua autoria que proíbe a cobrança de taxa de religação feita pelas empresas prestadoras do serviço de energia elétrica e de abastecimento de água em caso de corte por falta de pagamento.

“Estou muito feliz com a sanção dessa lei. O fornecimento desses serviços é considerado bem de primeira necessidade, cuja fruição é inerente à dignidade da pessoa humana. Ressaltando que as comunidades mais carentes serão as mais beneficiadas”, destacou.

No grande expediente, Roberto Duarte fez críticas ao governador Gladson Cameli pela compra de 110 caminhonetes tipo 4×4, que serão utilizadas no enfrentamento ao crime em todo o estado. Para ele, o governador erra quando adquire esses veículos de empresas de fora ou diretamente das fábricas. “O Estado deixa de valorizar as empresas locais que geram emprego e renda. Que economia de R$ 4 milhões é essa?  Quem ganhou foi o governo do Estado de São Paulo e não o Acre”, salientou.

O parlamentar ressaltou que não é contra a compra dos veículos, mas ao fato do governador não ter valorizado o empresariado local. “Não critico por criticar, faço críticas para ajudar o governo”, finalizou.

Texto: Mircléia Magalhães
Revisão: Suzame Freitas
Foto: Raimundo Afonso
Agência Aleac

Sobre agencia agencia

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
Facebook