Jenilson Leite classifica como “infelizes” declarações de governador sobre jatinho

Jenilson Leite classifica como “infelizes” declarações de governador sobre jatinho


Em pronunciamento da sessão desta quinta-feira (1), o vice-presidente da Assembleia Legislativa do Acre (Aleac), deputado Jenilson Leite (PC do B), repudiou as declarações do governador Gladson Cameli (PP), a respeito da contratação de um jatinho executivo. O parlamentar classificou de “infelizes” as afirmações dadas pelo governador durante uma entrevista coletiva realizada na última quarta-feira (31) em seu gabinete na Expoacre. Ele classificou o episódio como “jatinho da discórdia”.

“Quero falar novamente sobre a crise do jatinho da discórdia. Essa crise se agravou após as últimas declarações do governador. Fruto de uma inteligência emocional. O governador é o menino dono da bola e quando alguém diz que ele não sabe jogar, ele pega a bola e leva para casa”, comparou o parlamentar

Ainda segundo o oposicionista, o governador teria “baixado o nível” ao afirmar durante a entrevista que não passaria mais a suplementação de R$ 700 mil para a Aleac. “O governador deve desculpas a este Poder, até porque nós não precisamos mendigar nada, ainda mais a troco de posicionamentos políticos favoráveis a vontades do governo. Ele foi infeliz ao falar isso, até porque nós construímos uma relação bacana nesta casa. No governo anterior, tivemos embates duros neste parlamento, pesados mesmo e ainda assim, o ex-governador nunca baixou tanto o nível como Gladson Cameli fez ontem durante a coletiva”, enfatizou.

Saúde Pública

Jenilson Leite questionou ainda a decisão da Secretária de Estado de Saúde, Mônica Feres, de remanejar os médicos da Fundação Hospitalar do Acre (Fundacre) para o Pronto Socorro. Para ele, a medida trará mais problemas ao setor de Saúde.

“É como descobrir um santo para cobrir outro. O fato é que o remanejamento não trará resolução nenhuma aos problemas do Pronto Socorro, ele não tem nem infraestrutura para receber todos esses profissionais. Sem falar na Fundação que já tem a sua rotina. A medida vai instituir uma crise dentro do campo assistencial, e não vai resolver nada”, disse.

O parlamentar frisou ainda que a secretária teria adotado a medida sem dialogar com os servidores da unidade de saúde. “Ela em nenhum momento conversou com os técnicos, enfermeiros e médicos da Fundação Hospitalar, eles estão bastante insatisfeitos com a mudança. Tem muitos problemas no setor de saúde e não é dessa forma que a secretária vai resolver. Eu, inclusive, pedi uma reunião com ela, preciso que ela me explique como isso tudo vai funcionar. Também sugiro que a Comissão de Saúde desta casa visite a Fundhacre para ouvir os servidores, este Poder precisa se manifestar”, afirmou.

Para concluir, o comunista parabenizou a prefeita de Rio Branco, Socorro Neri (PSB), pelas ações de pavimentação e revitalização que estão sendo realizadas na capital. “Preciso fazer referência ao trabalho da prefeita Socorro Neri, ela vem demonstrando, a partir da Secretaria de Obras, um melhoramento nas ações de pavimentação de ruas e na revitalização de avenidas. Um grande trabalho que merece e precisa ser reconhecido”, enalteceu.

Texto: Mircléia Magalhães
Revisão: Suzame Freitas
Foto: João Simão
Agência Aleac

Sobre agencia agencia

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com