Deputado Edvaldo Magalhães lamenta morte de Dom Moacyr e destaca legado do religioso

Deputado Edvaldo Magalhães lamenta morte de Dom Moacyr e destaca legado do religioso


O deputado Edvaldo Magalhães (PCdoB) usou a tribuna durante sessão desta terça (18) para lamentar a morte do arcebispo Dom Moacyr, ocorrida em Porto Velho na tarde de ontem. O parlamentar destacou que o religioso cuidava tanto das almas como das lutas, não somente dos acreanos, mas por onde ele passava.

Magalhães lembrou da época em que sindicalistas enfrentavam adversidades no estado e o arcebispo abria as portas do Palácio dos Bispos, no centro de Rio Branco, para receber e ouvir a classe. Falou também que além deles, indígenas, produtores rurais e tantos outros recebiam apoio de Dom Moacyr.

“Dom Moacyr cuidava das almas e das lutas do povo. Ele teve coragem de se posicionar ideologicamente numa época em que havia perseguição a quem fazia isso. Quando não havia espaços para as reuniões de tantas classes que lutavam pelos seus direitos, ele abria as portas de sua casa para recebê-los e ouvi-los. A residência dele era o endereço da resistência”, disse emocionado.

O parlamentar seguiu seu discurso afirmando que Dom Moacyr construiu sua trajetória sendo humilde e guerreiro e que mesmo quando foi decidido que ele deveria sair do Acre rumo a Rondônia, o religioso não hesitou e apenas obedeceu. Concluiu o assunto indicando a construção de uma embaixada para receber os restos mortais do arcebispo como forma de reconhecimento por tudo que ele fez em vida pelo estado.

No tempo destinado ao grande expediente, Edvaldo falou sobre o impacto da explosão do barco em Cruzeiro do Sul, onde 18 pessoas tiveram seus corpos queimados. Ele elogiou o governo pela sensibilidade com que tratou as vítimas, como também as famílias delas, oferecendo todo suporte necessário.

“Essa explosão continua com seus desdobramentos. É notório que não podemos julgar, municípios distantes não possuem espaço adequado para armazenar combustível, então precisam receber quase diariamente esses estoques. Infelizmente aconteceu, pessoas foram vitimadas e alguns chegaram a óbito. Em meio a tudo isso, quero reconhecer o esforço do governo em oferecer todo suporte àquelas pessoas, antes mesmo que elas buscassem”, concluiu.

Texto: Andressa Oliveira
Revisão: Suzame Freitas
Foto: João Luiz Simão
Agência Aleac

Sobre agencia agencia

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
Facebook