Major Rocha diz que governo persegue e monitora opositores

rocha010714O deputado Major Rocha (PSDB) disse na sessão desta terça-feira, 1º, que o Estado do Acre ainda vive uma ditadura, “a ditadura do Governo Tião Viana (PT)”. Segundo o oposicionista, o governador utiliza as instituições públicas para perseguir aqueles que se opõem à sua administração. Rocha informou ainda que pedirá providências à Mesa Diretora da Assembleia Legislativa a respeito do suposto monitoramento feito a ele, sem as devidas justificativas legais. O deputado afirma que desde 2012 está tendo suas ligações interceptadas, com autorização da Justiça, a respeito de um processo referente ao ano de 2008 onde não caberia mais o monitoramento.

“No nosso Estado o governador utiliza a máquina pública para perseguir aqueles que ousam discordar das barbaridades que ele pratica no governo. A verdade é que no Acre os poderes estão de joelhos para a atual administração. Um exemplo disso é essa autorização judicial que se refere a um processo de 2008, mas estranhamente o monitoramento começou em 2012 quando não haveria mais necessidade das interceptações telefônicas. Este processo é de seis anos atrás e a Justiça concedeu agora, em 2012”, disse.

Rocha questionou as desconexões das datas do processo com a da autorização judicial.  “Eu me deparei com esse processo da quebra do sigilo telefônico quando fui registrar minha candidatura no TRE e fiquei abismado com o que vi. É incrível a forma truculenta com que o governo usa as instituições para perseguir pessoas. O pior que não é só eu que estou sendo monitorado. É muito mais gente do que vocês conseguem imaginar. Eu considero um absurdo usar a máquina pública para algo assim”, declara.

Mircléia Magalhães
Agência Aleac

Sobre agencia agencia

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
Facebook