Vagner Felipe apresenta PL que declara Escola Bíblica Dominical como Patrimônio Imaterial e Cultural do Estado

Vagner Felipe apresenta PL que declara Escola Bíblica Dominical como Patrimônio Imaterial e Cultural do Estado

Vagner Felipe apresenta PL que declara Escola Bíblica Dominical como Patrimônio Imaterial e Cultural do Estado

O deputado Wagner Felipe (PR) apresentou na sessão desta quarta-feira (22) o Projeto de Lei nº 23, que declara como Patrimônio Imaterial e Cultural do Estado do Acre a “Escola Bíblica Dominical”. O PL apresentado, segundo o parlamentar, é dado a relevância da referida Escola e sua contribuição na solidificação de princípios e valores que norteiam a conduta do ser humano.

O deputado frisou ainda, que a Escola Bíblica Dominical tem mantido o seu compromisso em levar o Evangelho de Cristo. “A Escola Bíblica Dominical atua levando a palavra de Deus. Ela é muito mais que um instrumento inovador, é transformador. Por carregar em seu bojo um histórico singular no ensinamento dos princípios da fé, da piedade e da moralidade, em momentos em que a sociedade, vez por outra, deixou a desejar na sua missão de educar, disciplinar e de manter os bons costumes”, salientou.

Wagner Felipe apresentou ainda, duas indicações ao governo do Estado. Uma delas solicita do governador Gladson Cameli (PP), a nomeação dos servidores aprovados no Concurso Público para o Cargo de Defensor Público, realizado em 2017 e finalizado em março de 2018.

“Foram aprovados 60 candidatos com previsão original de 15 vagas para todo o Estado, essas pessoas precisam ser convocadas o mais rápido possível. A carência de defensores públicos na maioria dos nossos municípios é muito grande e nós precisamos resolver isso”, frisou.

A outra indicação apresentada pelo parlamentar pede que o governador do Estado melhore a estrutura física do Hospital de Saúde Mental do Acre (Hosmac), bem como a contratação de mais profissionais. Segundo o deputado, a situação em que se encontra o prédio é precária e isso estaria dificultando o trabalho dos servidores e o atendimento dos pacientes.

“A parte estrutural do prédio necessita urgentemente de melhorias, reforma de salas, climatização, manutenção e reparos na parte elétrica. A reforma do muro também é necessária, caso contrário, servidores e pacientes continuarão em situação vulnerável, principalmente, pelo acesso de pessoas estranhas ao ambiente. Outro problema é a falta de profissionais médicos e enfermeiros, pois o quadro atual é insuficiente para o atendimento da demanda”, enfatizou.

Mircléia Magalhães
Agência Aleac

Sobre agencia agencia

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
Facebook