“Imaginem um hospital inteiro parando devido a um atraso no pagamento. Isso vai ser fatal para os acreanos”, diz Antônia Sales sobre terceirização na Saúde.

“Imaginem um hospital inteiro parando devido a um atraso no pagamento. Isso vai ser fatal para os acreanos”, diz Antônia Sales sobre terceirização na Saúde.

A deputada Antônia Sales (MDB) falou durante sessão desta terça-feira (02) sobre a terceirização na Saúde Pública no Estado. Ela afirma temer esse modelo de administração e alega que vai ocorrer um caos no setor. A parlamentar também se posicionou acerca da medida que retira a obrigatoriedade do ensino da língua espanhola da grade de ensino nas escolas públicas.

Antônia Sales afirma temer que a Saúde seja terceirizada e disse que desde quando o governo petista levantou esta hipótese, ela se posicionou contra e assim permanecerá. A deputada ressaltou que se o governo pensa que vai economizar com a medida, está enganado, pois além dos gastos serem maiores, os prejuízos à vida humana poderão ser fatais.

“Eu sempre levantei a bandeira pela vida, pela saúde. Eu fui contra desde o governo passado quando colocaram essa lei para terceirizar a Saúde aqui. Se o governo pensa que vai economizar, ele vai gastar muito mais. Não sou a favor da terceirização. Hoje, empresas terceirizadas que realizam exames aqui já falham, colocando vidas em risco. Quando têm seus pagamentos atrasados elas já paralisam as atividades. Imaginem um hospital inteiro parando devido a um atraso no pagamento. Isso vai ser fatal para os acreanos”, alertou.

Sobre a retirada da obrigatoriedade do ensino do espanhol nas escolas públicas, Antônia Sales disse ser totalmente contra. Ela alega que o Acre é um Estado fronteiriço, que é vizinho de países como Peru e Bolívia, onde se fala espanhol e que retirar essa matéria da grade escolar vai prejudicar os alunos acreanos.

“É de suma importância que o espanhol seja ensinado nas nossas escolas. Nenhum deputado vai concordar com essa retirada e precisamos lutar para que isso não ocorra, pois vivemos cercados por fronteiras ao redor do nosso Estado. Nós negociamos com os países vizinhos, alavancamos nossa economia, temos alunos acreanos cursando medicina nesses países, não é certo retirar essa matéria”, protestou.

Andressa Oliveira
Agência Aleac

Sobre agencia agencia

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com