Jenilson Leite quer mais segurança em escolas e unidades hospitalares e regularização de recursos para Casa de Apoio Souza Araújo

Jenilson Leite quer mais segurança em escolas e unidades hospitalares e regularização de recursos para Casa de Apoio Souza Araújo

O deputado Jenilson Leite (PCdoB), apresentou durante a sessão desta terça-feira (19) indicações solicitando melhorias para os comerciantes que tiveram seus imóveis atingidos por um incêndio no início do mês, à Casa de Apoio Souza Araújo e mais segurança nas escolas públicas e unidades hospitalares. O parlamentar discorreu também sobre a visita que fez ao Tribunal Regional Federal (TRF), onde solicitou o cancelamento do reajuste de energia no Estado.

Em discurso na Assembleia Legislativa do Acre (Aleac), Jenilson Leite solicitou ao governo, por meio da Secretaria Pública de Segurança, que seja destinada uma parte do efetivo da polícia para a realização de segurança nas unidades de saúde e também nas escolas públicas, garantindo mais segurança aos servidores, usuários do SUS e alunos.

O comunista pediu ainda que o governo, por meio da Secretaria de Estado de Saúde (Sesacre), faça a regularização do Termo de Subvenção Social, que disponibiliza o repasse mensal a ser dividido entre as comunidades terapêuticas e a Casa de Apoio Souza Araújo, onde são tratados pacientes com hanseníase.

“Recebemos hoje várias pessoas, pacientes da Casa de Apoio Souza Araújo e o pessoal de apoio do Morhan, que pedem nossa intervenção para que a Casa de Apoio não seja fechada. Muitos vivem há décadas ali e não têm para onde ir. Esses pacientes já sofrem com dificuldades e preconceito, se o lugar onde eles vivem e recebem todo o apoio necessário for fechado, vai gerar problemas muito grandes”, justificou.

O parlamentar destacou também sua ida a Brasília, na companhia também de outros deputados estaduais e federais do Estado. Na ocasião, eles solicitaram o cancelamento do reajuste na taxa de energia. Os parlamentares apresentaram um relatório minucioso com os principais pontos contrários ao aumento concedido à Eletrobras Acre, agora Energisa, de 21,3%.

“Tentaram justificar esse aumento apresentando planilhas com informações desconexas, não expuseram uma informação que de fato fizesse valer o reajuste. Alegam que aumentaram 21%, mas praticamente todos os acreanos tiveram um reajuste nas contas de quase 100%. As pessoas não têm condições de arcar com isso”, alegou.

Jenilson Leite finalizou seu discurso se posicionando acerca da terceirização na saúde pública do Estado. Ele fez um alerta para os problemas que já são enfrentados em hospitais de todo o Estado e afirmou que a situação tende a piorar drasticamente caso o governador Gladson Cameli (PP) coloque em prática a iniciativa.

“Me preocupo com essa decisão. Terceirizar ou privatizar a Saúde é algo muito sério. Atualmente temos vários serviços já terceirizados que estão parados por falta de pagamento, imagina um hospital inteiro sem funcionar caso o pagamento atrase, será um desastre, um caos total, as pessoas irão morrer”, alertou.

Andressa Oliveira
Agência Aleac

Sobre agencia agencia

WP Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com