Edvaldo Magalhães afirma que Legislativo acreano precisa ajudar empresários vítimas de incêndio

Edvaldo Magalhães afirma que Legislativo acreano precisa ajudar empresários vítimas de incêndio

Em pronunciamento na sessão desta terça-feira (12), o deputado Edvaldo Magalhães (PCdoB) lamentou o incêndio que destruiu mais de oito lojas no centro de Rio Branco, na última quinta-feira (7), deixando mais de 150 pessoas desempregadas e somando um prejuízo estimado em R$ 5 milhões. Ao falar sobre a gravidade do ocorrido, o parlamentar disse que o Poder Legislativo precisa ir além da comoção social e discutir o problema.

“Sempre se discute a infraestrutura do local em que ocorreu o sinistro, as questões relacionadas à motivação do incêndio, mas a verdade é que temos que lidar com o real, ou seja, houve um incêndio e inúmeras pessoas foram prejudicadas. A solidariedade nessas horas aparece de maneira muito rápida, mas este poder precisa ir além disso. Nós precisamos encontrar uma maneira de ajudar essas pessoas”, disse.

O comunista sugeriu que uma reunião fosse realizada através da Comissão de Orçamento e Finanças da Aleac (COF) para discutir o assunto com os comerciantes afetados pelo incêndio e com membros do Fisco estadual. “Falei com o deputado Chico Viga, presidente da Comissão de Orçamento e Finanças para trazemos os comerciantes a esta casa juntamente com representantes do Fisco estadual para que juntos possamos discutir uma saída para o problema. O Estado precisa estender a mão a esses comerciantes, precisamos discutir alternativas, medidas concretas”, frisou.

Edvaldo Magalhães também se posicionou contrário à medida provisória assinada pelo presidente Jair Bolsonaro (PSL), que proíbe o desconto em folha da contribuição sindical. Para ele, a medida é um ataque a autonomia dos sindicatos. “Essa medida é um verdadeiro ataque à livre organização dos sindicatos. Neste sentido, como presidente da Comissão de Serviço Público desta casa, realizarei uma reunião amanhã às 09h00min para discutir esse assunto. Os sindicatos não podem sofrer esse ataque no Acre”, finalizou.

Mircléia Magalhães
Agência Aleac

Sobre agencia agencia

WP Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com