“Apresentaram soluções fáceis para problemas difíceis e agora perceberam que não é tão simples”, afirma Jenilson Leite

“Apresentaram soluções fáceis para problemas difíceis e agora perceberam que não é tão simples”, afirma Jenilson Leite

O deputado Jenilson Leite (PCdoB) afirmou durante a sessão desta quarta-feira (20) que espera que o atual governo faça uma boa gestão, mas criticou o fato de que em época de campanha candidatos, na ânsia de serem eleitos, apresentam soluções fáceis e após eleitos percebem que elas não são possíveis de se realizar em um curto prazo de tempo.

“Creio que o atual governo vai cumprir com as promessas feitas em época de campanha, eu espero isso. Mas apresentaram soluções fáceis para problemas difíceis e agora perceberam que as coisas não são tão simples assim”, disse.

Jenilson destacou que o Estado enfrenta crises na Saúde, Segurança, economia, dentre outros setores. Ele citou as últimas manifestações que foram realizadas por servidores do Pró-Saúde, que pedem uma solução em relação às suas demissões, e também pelos aprovados no último concurso das Polícias Civil e Militar, que pedem convocação imediata.

“Para questões difíceis não há saídas fáceis. O governo está começando a se abraçar com seus primeiros problemas e já houve duas manifestações, uma em frente à Casa Civil e outra em frente a este poder legislativo. Esperamos agora que as soluções comecem a ser colocadas em prática”, afirmou.

Sobre uma possível solução para o Pró-Saúde, o parlamentar indicou que o governador Gladson Cameli (PP) aproveite a ideia apresentada na legislatura passada pelo ex-deputado Raimundinho da Saúde, que propôs um projeto de lei que transformaria a instituição em uma fundação pública. O PL foi considerado inconstitucional por gerar despesas ao Poder Executivo.

“O atual governador prometeu encontrar uma solução para esse problema e a solução é fácil, ele pode reaproveitar o PL apresentado pelo Raimundinho da Saúde, com ressalvas, caso seja necessário, e passe o Pró-Saúde para a condição de fundação pública. Isso impediria a demissão desses servidores. Tenho certeza que todos os parlamentares votarão favoráveis a essa decisão”, reiterou.

Jenilson Leite finalizou seu discurso falando sobre a manifestação que será realizada dia 27 deste mês, às 8 horas, em frente à sede da Energisa, antiga Eletroacre. O movimento se dá em protesto contra o aumento na tarifa elétrica, que já recebeu um acréscimo de 21% e poderá receber um novo aumento no mesmo percentual. Ele convocou a população a participar do protesto.

Andressa Oliveira
Agência Aleac

Sobre agencia agencia

WP Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com