Daniel Zen questiona demissão de funcionários da Rádio Difusora

Daniel Zen questiona demissão de funcionários da Rádio Difusora

O deputado Daniel Zen (PT) se pronunciou durante a sessão desta quinta-feira (7) sobre a demissão de 20 servidores da Rádio Difusora, ocorrida semana passada. Doze pessoas foram exoneradas, dentre elas, algumas prestavam serviço no local há 15, 20 e até 30 anos.

“Dizer que a demissão dessas pessoas se deu por conta da falta de um plano de cargos e carreiras não é correto, é despeito. Mesmo que houvesse uma reestruturação e concurso público, essas pessoas seriam prejudicadas ao concorrer com jornalistas recém-formados. Eles dificilmente teriam chances. Mesmo que os jovens também mereçam um espaço, é de se aceitar que esses trabalhadores já estão ali há muitos anos exercendo suas funções com muita responsabilidade. Eles ingressaram no quadro de servidores quando não havia obrigatoriedade de concurso”, disse.

Daniel Zen também destacou que todos os governos petistas que administraram o Estado fizeram o possível para manter esses servidores trabalhando. Ele pediu que o governador Gladson Cameli repense a decisão e opte por uma solução menos dramática para os trabalhadores da Rádio Difusora.

“Nossos governos sempre deram um jeito, mesmo sabendo que eles não poderiam ser efetivados. São profissionais com duas e até três décadas trabalhando, não é assim que se resolve as coisas. A tesoura do governo está muito afiada, para um estado funcionar direito é necessário o trabalho de servidores efetivos, comissionados e também terceirizados. Que o governador reveja essa questão”, solicitou.

Daniel Zen concluiu seu discurso denunciando um suposto caso de nepotismo na Secretaria de Educação do Estado. Ele alega que recebeu várias denúncias acusando a presidente do Sindicato dos Trabalhadores em Educação do Acre (Sinteac), Rosana Nascimento, de empregar parentes na pasta.

Andressa Oliveira
Agência Aleac

Sobre agencia agencia

WP Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com