Deputado Luiz Gonzaga esclarece proibição de venda da farinha amarela

Deputado Luiz Gonzaga esclarece proibição de venda da farinha amarela

Em pronunciamento na sessão desta terça-feira (21) o deputado Luiz Gonzaga (PSDB) falou a respeito de uma proibição por parte da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) relacionada à venda da farinha amarela. Segundo o parlamentar, os estados do Paraná e Mato Grosso estariam proibidos pelo órgão de comercializar o produto.

O parlamentar falou sobre o assunto após o deputado Lourival Marques ter afirmado na tribuna que a Anvisa teria baixado uma portaria proibindo a venda do produto acreano para todo o Nordeste por conta do uso do açafrão.

“Eu não tenho certeza sobre essa proibição, eu teria que ver essa portaria. Mas, segundo as informações que recebi, os estados de Mato Grosso e Paraná teriam sido proibidos de vender a farinha amarela devido uma substância da Índia que estava sendo colocada na farinha. Sobre a proibição da venda do produto acreano por conta do açafrão eu teria que checar a veracidade dessa informação, até porque a Anvisa não pode proibir algo sem antes fazer um estudo científico”, disse.

Luiz Gonzaga disse que a informação trazida pelo colega parlamentar deve ser checada. “Se sai uma notícia dessa na imprensa as pessoas vão ficar com medo de comprar o produto, por isso temos que checar a veracidade da informação. Nós temos que respeitar os agricultores que trabalham com a produção de farinha no Juruá, as informações incorretas podem prejudicar, inclusive, a economia local”, disse.

O tucano finalizou seu discurso destacando o fortalecimento da comercialização da farinha no Juruá. “Atualmente, muita farinha está sendo produzida no Juruá, principalmente a amarela. O Estado do Amazonas estava, inclusive, comprando farinha de lá. Se essa portaria da Anvisa foi realmente baixada nós temos que unir forças para resolver isso. Deputados estaduais, federais, governos e senadores devem se unir para resolver essa situação. A proibição da venda da farinha amarela pode prejudicar demais a economia dos municípios do Juruá, principalmente de Cruzeiro do Sul, Rodrigues Alves e Mâncio Lima”, finalizou.

Mircléia Magalhães
Agência Aleac

Sobre agencia agencia

WP Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com