Eber Machado acerta reunião com Detran e garante anistia de multas do período da alagação

eber170315Em discurso na tribuna, durante a sessão desta terça-feira, 17, o 1º vice-presidente do Parlamento acreano, deputado Eber Machado (PSDC), disse que ainda na tarde desta terça-feira, 17, se reunirá com os diretores do Detran/AC para discutir os passos que definirão o cancelamento das multas aplicadas no período da alagação. A Indicação para o cancelamento é de autoria de Eber Machado.

“Logo mais à tarde vamos discutir os passos que serão dados para o cancelamento de todas as multas que foram expedidas no período da alagação. Movidos pelo sentimento de solidariedade ao povo acreano fizemos a Indicação ao nosso governador Tião Viana”, ressalta Eber.
O deputado parabenizou o presidente do Parlamento estadual, deputado Ney Amorim (PT), pelas ações desenvolvidas no período crítico pelo qual passaram as cidades acreanas atingidas pelas águas do Rio Acre.

Eber Machado disse que Ney Amorim vem iniciando um novo tempo na administração da Aleac ao abrir as portas do Parlamento para o povo acreano. Ele, que é presidente da Comissão de Legislação Participativa, disse que nos próximos dias reunirá a Comissão para tratar do cumprimento do Projeto de Resolução nº 219, de autoria do ex-deputado José Luís Tchê (PDT), que trata da participação popular na tribuna da Casa, a chamada Tribuna Popular.

“Não podemos admitir que isso venha se arrastando até hoje. Temos uma Resolução desta Casa que institui a Tribuna Popular. Temos que nos aproximar cada vez mais da população”, frisou o deputado.

Eber Machado comentou a citação do nome do governador Tião Viana (PT) na Operação Lava Jato, que investiga esquemas de corrupção na Petrobras. Eber disse que não vê nada de ilegal no recebimento de recursos por partes de empresas. O parlamentar disse que também recebeu recursos de empresas em sua campanha e que não vê impedimento legal para isso.

“A situação dele é muito simples. Uma empresa fez uma doação para ele na campanha eleitoral. Qual é o crime que existe nisso? Eu também recebi doações de empresas. A legislação me permite”, pontua.

Ao final, Eber Machado também defendeu o senador Gladson Cameli (PP/AC) das acusações que pesam contra ele na citada operação. Segundo ele, conhece a conduta do senador progressista. “Eu jamais vou julgar o senador porque eu conheço a conduta dele e da família dele”, frisou.

Sobre agencia agencia

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
Facebook