Professor José Fernandes do Rêgo é homenageado com Ordem do Mérito Legislativo

Professor José Fernandes do Rêgo é homenageado com Ordem do Mérito Legislativo

No Grande Expediente da sessão desta terça-feira (14), o presidente do Poder Legislativo, deputado Ney Amorim (PT), entregou a comenda Ordem do Mérito Legislativo ao professor José Fernando Rêgo, a maior honraria do Parlamento acreano. A comenda é concedida a pessoas civis ou militares que tenham prestado relevantes serviços ao Brasil, ao Estado do Acre e ao Poder Legislativo acreano.

Ao fazer a abertura da solenidade, Ney Amorim falou sobre a emoção de ter homenageado o professor Rêgo com o Título de Cidadão Acreano no ano de 2009. Destacou também toda a colaboração que o mestre tem dado ao Estado. O parlamentar finalizou seu discurso afirmando que se sente feliz em fazer outra homenagem importante no seu último ano como deputado estadual a uma pessoa tão ilustre.

“É uma honra muito grande poder lhe ouvir e lhe homenagear nesta manhã professor Rêgo. Sua importância a todos nós é muito grande. Todo o seu legado, seus estudos e ações com certeza fizeram e continuam fazendo a diferença para os acreanos. Meu pai, quando foi vereador, concedeu o Título de Cidadão Rio-branquense ao professor. Em 2009 tive a honra de conceder o Título de Cidadão Acreano a ele. E hoje estou aqui novamente como presidente desta casa fazendo mais uma honrosa e merecida homenagem”, concluiu.

Representando o governador Tião Viana (PT), a vice-governadora Nazareth Araújo, parabenizou a iniciativa da Mesa Diretora em homenagear o professor. “Essa homenagem que o povo acreano presta ao professor Rêgo através do reconhecimento dos deputados demonstra o tamanho do sucesso do trabalho que este homem realiza no Acre. Ele tem realizado projetos incríveis desde que adotou essa terra como sua. Tenho muito orgulho de tudo que ele construiu até aqui. Parabéns por essa homenagem mais que merecida”, frisou.

Kátia Rejane, procuradora-geral de Justiça do Estado do Acre, parabenizou o professor Rêgo e destacou que a homenagem e a condecoração recebidas por ele são justas, diante do extenso e brilhante trabalho que o mesmo tem feito ao longo dos anos no Acre.

“Desde sempre tenho essa referência, de uma pessoa que adotou o Acre e continua lutando por ele, que é o professor Rêgo. Tenho o privilégio de trabalhar com a doutora Patrícia, filha dele, uma mulher que é referência no Ministério Público brasileiro. Através dela quero hoje render minhas sinceras homenagens a ele e parabenizar o Poder Legislativo acreano por conceder essa honraria a esse homem tão nobre, com um legado rico em nosso Estado. O professor Rêgo tem um zelo incrível com tudo que ele se propõe a fazer. Estamos muito felizes em participar deste momento histórico”, enalteceu.

Patrícia Rego, procuradora de Justiça do Ministério Público do Acre e filha do professor Rêgo, expressou sua gratidão pela homenagem concedida ao seu pai. Destacou também o orgulho que sente orgulho em ver a devoção que seu pai tem pelo Acre e pelo povo acreano.

“Vejo gerações formadas e inspiradas por ele e isso é muito bonito de se ver. Em nome da minha família falo neste momento e agradeço aos deputados desta legislatura, em especial ao presidente Ney Amorim que teve essa linda iniciativa. É uma honra e uma alegria imensa ser filha dessa pessoa maravilhosa. Eu não poderia deixar passar em branco e expressar nosso sentimento de gratidão, o sentimento mais nobre do homem e sem dúvida o maior tesouro dos humildes. São 50 anos de devoção do meu pai ao Acre e ao povo acreano”, disse emocionada.

Manoel Moraes (PSB), primeiro-secretário da Mesa Diretora da Aleac, falou sobre as contribuições que o professor Rêgo deu ao Estado. Ele destacou os estudos feitos em relação à preservação da floresta, o manejo e como o homem do campo pode fazer isso e ainda assim tirar seu sustento da natureza.

“Somos alunos do professor Rêgo em todos os sentidos. Ele tem feito muito durante todos os anos que mora no Acre, mostrando que podemos desenvolver a Amazônia sem destruí-la. O trabalho dele tem bons frutos, eu mesmo tenho feito testes em Xapuri com áreas preservadas, mas que continuam sendo fonte de sustento aos homens que vivem da floresta. O conhecimento do professor Rêgo foi de extrema importância para nós pela honestidade do trabalho, hombridade e clareza das informações. Agradeço por tudo. Somos muito melhores hoje devido aos seus ensinamentos”, enalteceu.

Emocionado com os discursos, o professor José Rêgo agradeceu à Mesa Diretora da Aleac pela homenagem. “Agradeço demais ao presidente desta casa, Ney Amorim, e aos demais parlamentares por esta honraria. Estou extremamente feliz, são momentos como estes que me dão a certeza de que todo o meu empenho valeu a pena”, disse.

Sendo um dos maiores conhecedores do desenvolvimento rural e sustentável do Brasil, com um conhecimento enciclopédico sobre a Amazônia, em especial o Acre, o professor aproveitou a ocasião para falar sobre o desmatamento.

Ele frisou que em um Estado que tem 87% de floresta antes de tudo é preciso preservar. “Antes de tudo temos que preservar essa floresta. Sempre defendi que a gente tem que aumentar a produtividade na área que já está desmatada para evitar se avançar na fronteira do desmatamento. O problema não é você desmatar ou não desmatar, e sim como desmata”, disse.

José Rêgo também falou sobre o livro de sua autoria que o aborda o processo de desenvolvimento sustentável no Acre no primeiro mandato do governador Tião Viana (2011 a 2014).

O livro faz uma comparação entre a evolução do Acre durante a gestão da Frente Popular, principalmente do atual governo. “O Acre deu um avanço importante no governo Tião Viana. Os projetos tecnológicos de larga escala no setor da piscicultura, suinocultura, agricultura, entre tantas outras ações que se destacam, são fundamentais e estão sendo desenvolvidos de forma positiva”, comentou José Fernandes.

Mircléia Magalhães e Andressa Oliveira
Agência Aleac

Sobre agencia agencia

WP Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com