Deputada Eliane Sinhasique denuncia furto de fiação elétrica em galeria e acusa governo de omissão

Deputada Eliane Sinhasique denuncia furto de fiação elétrica em galeria e acusa governo de omissão

A líder do MDB na Assembleia Legislativa do Acre (Aleac), deputada Eliane Sinhasique, denunciou que sete lojas localizadas na Galeria Meta ficaram por 24 horas sem energia, devido ao furto da fiação elétrica do local. A parlamentar reclamou também sobre a demora na realização de cirurgias de adenoide em crianças.

“A incompetência desse governo chega a extrapolar todos os limites. Ontem, sete lojas da Galeria Meta ficaram o dia inteiro sem energia devido ao furto de fios de energia, resultado da insegurança que vivemos. Já é a quinta vez que isso acontece. Ao buscarem a delegacia da regional para denunciar o caso, foram encaminhados para outra delegacia. Não existe comunicação entre uma delegacia e outra? ” Indagou.

Eliane Sinhasique afirmou que o atual governo tem uma grande dificuldade em proporcionar segurança pública para a população. Alegou também que os empresários da galeria pagam o Imposto Sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) antecipado e deveriam ser mais respeitados.

A parlamentar também denunciou a demora na realização de cirurgia de adenoide em crianças. Ela disse que recebeu uma carta de uma mãe que está há oito anos à espera do procedimento para o filho.

“Recebi uma carta de uma mãe que há oito anos está tentando a cirurgia de adenoide no filho. Por três vezes a cirurgia foi cancelada. A criança fica com dificuldade para respirar, não dorme direito. É um martírio, e ninguém faz nada. Em setembro de 2017 o Acre contava com mais de 400 crianças à espera desse tipo de cirurgia, mas para essas coisas o governo nunca tem dinheiro”, lamentou.

Eliane Sinhasique finalizou seu discurso contestando o projeto de lei enviado pelo Poder Executivo para votação na Aleac, que versa sobre o envio de 5% do valor arrecadado pelo Departamento Estadual de Trânsito do Estado (Detran) e do Departamento de Pavimentação e Saneamento (Depasa) para a Procuradoria-Geral do Estado (PGE).

“Agora vem essa proposta de lei ‘bom chi bom chi bom bom bom’, onde o rico cada vez fica mais rico e o pobre cada vez fica mais pobre, que vai destinar ainda mais dinheiro para um grupo de procuradores que já recebem muito bem obrigada. Para a Segurança, Educação e Saúde não tem dinheiro, mas para quem já tem muito manda ainda mais”, criticou.

Andressa Oliveira
Agência Aleac

Sobre agencia agencia

WP Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com