Deputado Gehlen Diniz afirma que não vai se acostumar com violência no Estado

Deputado Gehlen Diniz afirma que não vai se acostumar com violência no Estado

O deputado Gehlen Diniz relatou durante sessão ocorrida nesta terça-feira (10) que não vai se acostumar com os constantes homicídios ocorridos no Estado. O parlamentar também reclamou da postura do governador Tião Viana (PT) com o Poder Legislativo acreano.

Gehlen Diniz afirmou que a fala do secretário de Segurança Pública do Acre, Vanderlei Thomas, orientando a população a se acostumar com a onda de violência decorrente da briga entre facções por território foi infeliz. Disse ainda que não apenas não irá se acostumar com essa situação, como também convoca os acreanos a tirar o atual governo do poder, nas próximas eleições.

“Ouvir o secretário de Segurança dar essa declaração infeliz, onde ele sugere que nos acostumemos à violência, é trágico. Eu não vou me acostumar, os familiares das vítimas também não. Precisamos mudar esse governo que não tem solução para os problemas mais comuns”, rebateu.

O parlamentar também criticou a postura do governador Tião Viana de desrespeito com o Poder Legislativo. Ele alega que o chefe do Executivo publicou na imprensa que havia aprovado o projeto de lei que versa sobre o soldo dos policiais militares, quando na verdade o PL sequer havia chegado a Aleac para apreciação e votação dos deputados.

“Desrespeito grande é o governo publicar que o projeto sobre o soldo da Polícia Militar havia sido aprovado, quando o PL sequer havia sido enviado para cá. Na Aleac não havia chegado nada. O governo está se lixando para os deputados. Para que serve o Legislativo então? É um desrespeito até com quem compõe essa base falida do desgoverno do PT”, retrucou.

Gehlen Diniz finalizou seu discurso afirmando que este é o momento de mudança, onde a população acreana deve dar a resposta ao atual governo nas urnas, não reelegendo o sucessor do atual chefe do Executivo. Também denunciou a nomeação de parentes de pré-candidatos, publicadas na última semana no Diário Oficial.

“As eleições estão chegando e este é o momento de mudarmos, ou não adianta querer protestar agora. Exoneram os possíveis candidatos e já nomeiam familiares e amigos no cargo para continuarem recebendo dinheiro. O governador não está nem aí, ele pouco se importa com o povo e precisamos dar uma resposta à altura em outubro”, concluiu.

Andressa Oliveira
Agência Aleac

Sobre agencia agencia

WP Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com