Deputado Raimundinho da Saúde defende audiência pública em Cruzeiro para discutir situação de servidores do hospital do Juruá

Deputado Raimundinho da Saúde defende audiência pública em Cruzeiro para discutir situação de servidores do hospital do Juruá

Em pronunciamento na sessão desta terça-feira (29) o deputado Raimundinho da Saúde (Podemos) destacou a greve realizada pelos funcionários do Hospital do Juruá, em Cruzeiro do Sul. A paralisação que teve início na terça-feira passada (22) reivindica melhores condições de trabalho e salariais. O parlamentar frisou ainda que os técnicos de enfermagem e enfermeiros estariam sofrendo constrangimento e humilhação por parte da direção daquela unidade de saúde.

“Estive lá juntamente com o sindicato e vi de perto a situação em que se encontram esses servidores. A direção foi totalmente hostil com a gente, queriam nos impedir de entrar no hospital. A situação lá é totalmente precária, estamos falando de técnicos e enfermeiros que trabalham em péssimas condições. Sem falar nas demissões que já ocorreram, mais de 20 técnicos de enfermagem foram demitidos”, disse.

O deputado informou que apresentará um requerimento solicitando a realização de uma audiência pública em Cruzeiro do Sul, com o objetivo de debater a situação dos funcionários do hospital do Juruá. “Muitos trabalhadores estão sendo ameaçados. É lamentável que em pleno 2018 trabalhadores da Saúde sejam tratados como escravos. Eles são obrigados a trabalhar 16 plantões seguidos, isso é um absurdo. A Comissão de Saúde desta casa já protocolou um documento solicitando a realização de uma audiência pública em Cruzeiro do Sul para debater esse assunto. Esses funcionários não podem continuar trabalhando dessa forma”, enfatizou.

Raimundinho da Saúde destacou ainda a importância das audiências públicas e a ausência de autoridades. “Nas ultimas audiências que esta casa tem realizado as autoridades que são convocadas não compareceram, estão simplesmente nos ignorando. Isso é triste, porque não estamos brincando de fazer audiências, o negócio é sério. Acho isso um desrespeito a esta casa”, complementou.

Para concluir, o deputado comentou a greve dos caminhoneiros. Os protestos em rodovias do país entraram no nono dia. Há atos em pelo menos 24 estados. “Essa greve simboliza o caos em que se encontra o nosso país. É reflexo do desgoverno de Michel Temer, é reflexo da bagunça que o está o Brasil. Nós temos mesmo é que parar este país para que esse presidente crie vergonha na cara”, finalizou.

Mircléia Magalhães
Agência Aleac

Sobre agencia agencia

WP Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com