“Temo que o protesto dos caminhoneiros sirva de justificativa para uma intervenção militar”, afirma deputado Daniel Zen

“Temo que o protesto dos caminhoneiros sirva de justificativa para uma intervenção militar”, afirma deputado Daniel Zen

Em pronunciamento na sessão desta quinta-feira (24), o líder do governo na Assembleia Legislativa do Acre (Aleac), deputado Daniel Zen (PT), comentou o movimento que os caminhoneiros estão realizando em alguns estados brasileiros. A greve em protesto contra o aumento dos combustíveis ocorre em pelo menos 20 estados e chega ao seu quarto dia nesta quinta-feira. No Acre, a manifestação começou na noite da última quarta-feira (23). Para ele, o manifesto é legítimo, é um “grito de socorro”.

“Agora, os caminhoneiros gritaram porque o valor que foi imposto apertou demais. Nós sabemos o quanto essa categoria é importante para o funcionamento do país, eu temo pelo que pode acontecer nos próximos dias”, disse o deputado.

De acordo com o parlamentar, ainda que o movimento seja legítimo ele pode gerar sérias consequências. “Esse protesto pode servir, inclusive, de justificativa para uma ruptura democrática, ou até mesmo outro Impeachment. Também temo que aconteça o que aconteceu na época da cheia do rio Madeira, a população pode se assustar com a possibilidade de haver desabastecimento nos supermercados e postos de gasolina, e isso pode gerar um caos total. Aí, sim, vai começar a faltar gasolina e produtos nas prateleiras dos supermercados. A paralisação dessa categoria tão importante pode servir, inclusive, como pretexto para uma intervenção militar”, frisou o deputado.

O deputado parabenizou o deputado Eber Machado (PDT) pela audiência pública realizada na última quarta-feira (23), no plenário do Poder Legislativo, para tratar do aumento da tarifa do transporte coletivo na capital. Segundo o parlamentar, as empresas precisam prestar os esclarecimentos necessários referentes às despesas com transporte.

“Acredito que propor o debate é importante, uma vez que a transparência é mais que necessária para que possamos chegar a um denominador comum. Sabemos que esse assunto é de competência do município, mas acredito que a Aleac pode e deve contribuir para esses possíveis esclarecimentos. Se ficarem comprovados os gastos, ótimo. Agora se houver gastos que podem ser contestados, nós teremos que chegar a um entendimento”, disse.

Mircléia Magalhães
Agência Aleac

Sobre agencia agencia

WP Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com