Sobre vinda da presidente ao Acre, Lourival Marques afirma: “Foi uma festa popular e não campanha política”

lourival120315O líder do Partido dos Trabalhadores na Assembleia Legislativa, deputado Lourival Marques, respondeu na sessão desta quinta-feira, 12, críticas da oposição com relação à receptividade oferecida pelos funcionários públicos do Estado à presidente Dilma Rousseff (PT). “Eu estive presente na agenda cumprida pela presidente no Acre e posso garantir que o que houve foi uma grande festa popular e não campanha política como a imprensa divulgou”, disse. Segundo o deputado, é “natural” e “compreensível” a participação dos funcionários públicos no local uma vez que a agenda da presidente se tratava de ato governamental.

“É verdadeira a afirmação que alguns servidores participaram, mas é falsa a afirmação de que as secretárias foram fechadas. Os funcionários foram convidados para participar e alguns compareceram”, afirmou.

O deputado lembrou que o Acre enfrenta um momento difícil devido os prejuízos ocasionados pela cheia histórica do Rio Acre. Para ele a união e a luta devem prevalecer na Aleac independente de cor partidária. “Tem pessoas que torcem pela desgraça do nosso Estado e esse não é o momento. Temos muitos problemas para resolver, existem muitas famílias que perderam tudo com a alagação. O momento pede união e força”, complementou.

O parlamentar também desmentiu a informação divulgada num jornal local de que o governo havia destinado parte das unidades habitacionais da Cidade do Povo para os haitianos. “É claro que os haitianos não vão receber as casas no lugar das famílias acreanas, a prioridade são as pessoas que sofreram com a alagação e que não têm onde morar. Com relação aos haitianos nosso governo sempre fez o possível para que eles fossem bem acolhidos, mas algumas pessoas insistem em distorcer as coisas, em ironizar tudo”, enfatizou.

Lourival Marques apresentou ainda moção de pesar pelo falecimento do senhor Edmir Borges Gadelha, ocorrido no dia 2 de março de 2015. Edmir era servidor aposentado da Assembleia Legislativa onde exerceu com louvor, por mais de trinta anos, diversas funções, dentre elas a de chefe da Assessoria Jurídica.

De acordo com o deputado, o advogado foi testemunha e protagonista de parte importante da história acreana. Na década de 50 lutou pela emancipação do Acre à condição de Estado, junto ao Movimento dos Autonomistas. “O servidor Edmir Gadelha era muito querido e dedicado ao seu ofício e família, onde deixará saudades”, disse.

Mircléia Magalhães
Agência Aleac

Sobre agencia agencia

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
Facebook