“O governo quebrou o Deracre e abandonou homem do campo”, afirma deputado Luiz Gonzaga

“O governo quebrou o Deracre e abandonou homem do campo”, afirma deputado Luiz Gonzaga

Na sessão desta terça-feira (3), o deputado Luiz Gonzaga (PSDB) denunciou o abandono do Departamento Estadual de Estradas de Rodagem do Acre (Deracre) de Cruzeiro do Sul. Segundo o oposicionista, o órgão que não está funcionando já algum tempo recentemente demitiu 22 funcionários.

“As coisas já não estavam boas para o homem do campo do Vale do Juruá e para completar o Deracre quebrou, e quem depende de melhorias no setor rural atualmente está entregue à própria sorte. Segundo informações, recentemente 22 trabalhadores foram demitidos por serem ligados ao deputado Jonas Lima. Recebi ainda informações de que a usina de asfalto também será desativada”, afirmou.

O parlamentar questionou ainda a falta de interesse do diretor-presidente do Deracre, Cristovam Pontes Moura, em trabalhar por melhorias do órgão no interior. “O Deracre de Cruzeiro do Sul já não fazia nada naquela cidade, imagine agora com essas demissões. Cristovam é pré-candidato a deputado federal e não tem base naquela região, por isso ele não se empenha para que o órgão funcione. Um exemplo disso é a desativação do Deracre nos municípios de Feijó e Tarauacá. Os galpões foram totalmente desativados. Os aeródromos de Porto Walter e Thaumaturgo também estão abandonados”, frisou.

Para o tucano, a paralisação dos trabalhos do Deracre de Cruzeiro do Sul confirma a falta de respeito que o governo tem com o homem do campo. “Estamos falando de um órgão importante. O ex-governador Orleir Cameli deixou o Deracre todo equipado para atender a comunidade rural e em 20 anos o PT acabou com tudo. O governo do Estado quebrou o Deracre. Isso é um desrespeito com o homem do campo. A população rural do Acre está esquecida pelo poder público”, concluiu.

Mircléia Magalhães
Agência Aleac

Sobre agencia agencia

WP Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com